Revisão bem feita pode fazer a diferença na hora do vestibular, afirma especialista

Organização e rotina de estudos auxiliam na reta final de preparação

Publicado em 08/10/13

A menos de um mês do Enem e com a aproximação dos principais vestibulares, revisar o conteúdo visto pode ser decisivo no desempenho dos estudantes nas provas. Entretanto, é necessário seguir algumas orientações para aproveitar ao máximo os últimos momentos de aprendizado.

Especialista em vestibulares e diretor pedagógico da Oficina do Estudante, Célio Tasinafo destaca a importância de os estudantes se organizem e criarem uma rotina para revisar todas as disciplinas.

"Na primeira fase dos vestibulares todas as matérias são exigidas, portanto, é fundamental que não deixem de lado nenhuma disciplina, mesmo aquelas que o aluno já esteja seguro. Selecionar as matérias que devem ser estudadas em cada dia pode ajudar na organização e captação de conteúdos revistos", afirma Tasinafo.

Como o cérebro humano aprende por repetição e condicionamento, outra dica que pode auxiliar os estudantes, é destacar nos livros e apostilas o que de mais importante foi estudado e que merece ser lido outras vezes.

Método prático de revisão, criar o hábito de refazer as provas dos anos anteriores também pode ajudar. Segundo Tasinafo, essa é uma forma de conhecer as particularidades e sentir o nível de exigência de cada prova.

"Solucionar provas antigas dos vestibulares é um recurso que leva a revisar um conteúdo e nível muito parecido com o que estudante irá encontrar no momento dos testes. Além disso, realizar os simulados preparatórios frequentemente, permite que o aluno administre o tempo e desenvolva a paciência e controle da ansiedade, que podem fazer a diferença na prova".

Precauções

Apesar de ser uma prática positiva, é preciso tomar cuidado para que o processo de revisão não sobrecarregue a preparação e acabe influenciando negativamente no desempenho nas provas.

"Revisão é muito importante, mas precisa ser feita conscientemente para não prejudicar os diversos meses de aprendizado. Os alunos que deixaram para última hora e entram em uma verdadeira batalha contra o tempo são os que correm mais riscos de não conseguir administrar e estudar os conteúdos essenciais das provas", alerta Tasinafo.

Maior vestibular do país desde 2009, a prova do Enem será aplicado no dia 26 e 27 de outubro. Logo em seguida, no dia 10 de novembro, será a vez da Unicamp, uma das mais importantes universidades do Brasil. Duas semanas depois, no dia 24, é a vez do segundo maior vestibular do país, a Fuvest, que conta com cerca de 150 mil inscritos anualmente.

Assessoria de Imprensa - Oficina do Estudante - www.oficinadoestudante.com.br

Sobre a Oficina

A Oficina do Estudante foi fundada em 1995, na cidade de Campinas-SP, com a proposta inicial de atender a estudantes que buscavam melhorar o desempenho escolar ou aprofundar conhecimentos. Já em seu segundo ano de vida, foi aberta a primeira turma Pré-Vestibular da Oficina, com uma proposta inovadora para a época: salas com número reduzido de alunos, com o propósito de facilitar a integração entre estudantes e professores. Desde então, os resultados alcançados tem sido surpreendentes, com excelentes índices de aprovação nas principais Universidades públicas do Brasil, sobretudo na Unicamp.

Atualmente, a Oficina do Estudante é referência nacional em qualidade de ensino, utilizando o Sistema Didático Etapa e contando com professores formados nas melhores Universidades do Brasil, muitos deles com título de mestre e/ou doutor. Nos últimos 5 anos, oferecendo carga horária diferenciada de plantões de dúvidas e simulados periódicos, a instituição conseguiu contribuir para aprovação de mais de 3.000 jovens nas melhores Universidades públicas, com destaque para Unicamp - 5% das vagas oferecidas anualmente por essa universidade são ocupadas por ex-alunos da Oficina do Estudante, todos eles provenientes de sua única unidade localizada