Estatística - informações sobre mercado de trabalho e descrição da profissão Estatística

Estatística

A formação do estatístico começa com um curso de graduação, cujo currículo é composto por disciplinas nas áreas de Matemática, Probabilidade, Estatística, Computação e Disciplinas Profissionalizantes.

O campo de atuação do estatístico abrange todas as áreas que comportem pesquisas, investigações, determinação de fenômenos e projeções. Seu trabalho vincula-se, portanto, a todos os campos profissionais, como as Ciências Sociais, Economia, Medicina, Biologia, Geografia, Psicologia, Engenharia, Agronomia, etc. Atua em pesquisas e análises de mercado, estudos econômicos, pesquisas de opinião pública, controle de qualidade ou de produção, processamento de dados.

Clique aqui e veja os vestibulares de Tecnologia com inscrições abertas.

Veja o texto de outras profissões

Faça agora o teste vocacional online e gratuito!

PARTICIPE DO SIMULADÃO ONLINE E PREPARE-SE PARA O VESTIBULAR

Receba dicas desta profissão no seu email

RECOMENDAMOS

Anhembi Morumbi FMU Universidade São Francisco Redentor ISPED FECAP Univaço ITPAC Católica-TO
FAQUI FAJOP uniptan FIPECAFI Drummond Drummond Católica-TO EPD IESVAP

ACESSO RÁPIDO

CALENDÁRIO DO VESTIBULAR | TESTE VOCACIONAL ONLINE | SIMULADOS ONLINE | PLANO DE HORÁRIO DE ESTUDOS - PHE | DATAS DO ENEM 2017
->

DESAFIO DO DIA - SIMULADO ONLINE DIÁRIO

(Vestibular PUC-PR/2012) Adam Smith é considerado o pai da economia moderna, demonstrando que a riqueza das nações advém de atuações de indivíduos para seus próprios interesses, os quais, através da competição e da concorrência, promoveriam o desenvolvimento do comércio e as inovações tecnológicas. Quanto a suas ideias sobre a administração governamental nesse processo, assinale a alternativa CORRETA:

Em sua obra A Riqueza das Nações defende o uso do mercantilismo como uma forma de fortalecer a relação entre o Estado e o indivíduo, ao favorecer o crescimento do comércio e a acumulação de capital.
A sua teoria da mão invisível do mercado era favorável à intervenção do governo na economia, visto que o mercado teria mecanismos de regulação que funcionariam sob a supervisão e a intercessão do governo, para garantir o bom funcionamento econômico.
Teórico importante do liberalismo econômico, atraiu a burguesia ao defender que a iniciativa privada deve agir livremente, com pouca ou nenhuma interferência estatal.
Entre suas frases mais famosas está a expressão "Laissez faire, laissez passer, le monde va de lui même" ("Deixem fazer, deixem passar, o mundo vai por si mesmo"), em que fica clara a sua posição a favor da não intervenção do Estado na economia.
Pregava que o Estado deveria limitar-se a suas funções de guardião da segurança pública, da ordem e da propriedade privada, pois a Lei da Oferta e da Procura, criada pelo governo inglês, já regularia o mercado.