Relações Públicas - informações sobre mercado de trabalho e descrição da profissão Relações Públicas

Relações Públicas

O Relações Públicas, por lidar com o público, quer por parte do indivíduo, quer por parte das empresas, é um profissional bastante eclético, já que no seu dia a dia ele utiliza também características de outros profissionais como jornalistas, Publicitários, Diplomatas etc.
O profissional de Relações Públicas trabalha com a comunicação e as relações internas e externas de empresas e organizações. Sua principal função é criar e manter uma boa imagem a empresa junto ao público, tanto externo quanto interno, informando e orientando clientes, servindo também de elo de ligação entre eles. O Relações Públicas cuida de programas de integração com a comunidade, organiza e participa de atividades promocionais, como reuniões sociais, exposições, feiras e concursos.

As empresas, além de perceberem a importância de conquistar e preservar uma boa imagem junto à opinião pública, o que garante colocação no mercado, estão se dando conta de que, quando mantém uma boa comunicação com seus funcionários, aumenta a produtividade e, em conseqüência, sua rentabilidade. Assim, o mercado para o Relações Públicas está começando a se expandir - assessoria de imprensa, atendimento ao consumidor, promoção e assessoria em eventos, comunicação interna com funcionários, embora sofra concorrência de jornalistas e Publicitários.

Boa comunicação, gosto pela leitura, fluência verbal, boa memória visual e auditiva, sociabilidade, dinamismo, iniciativa, constante atualização, interesse por questões culturais, sociais, políticas, econômicas e administrativas são requisitos da profissão.
.
Campos de atuação: . Empresas públicas e privadas, Agências de publicidade, Rádios, jornais, Teatro, Cinema, TV, Instituições de proteção à natureza, Bancos, Institutos de pesquisa, Associações de classe, Casas noturnas, Associações comunitárias, Feiras, Exposições, Seminários, Congressos.
.
Especializações: . Consultoria, Gerência, Pesquisa, Planejamento.

Veja o texto de outras profissões

Faça agora o teste vocacional online e gratuito!

Receba dicas desta profissão no seu email

ACESSO RÁPIDO

CALENDÁRIO DO VESTIBULAR | TESTE VOCACIONAL ONLINE | SIMULADOS ONLINE | PLANO DE HORÁRIO DE ESTUDOS - PHE | DATAS DO ENEM 2017

DESAFIO DO DIA - SIMULADO ONLINE DIÁRIO

(PUCRS 2013) A União Ibérica (1580-1640) provocou o acirramento de conflitos europeus, alguns dos quais foram transferidos para os territórios coloniais de Portugal e Espanha. A situação que NÃO tem relação com os conflitos do contexto da União Ibérica é:

Os portugueses fundam a cidade de Rio Grande e a Colônia de Sacramento, utilizando-se da temporária nulidade dos limites territoriais estabelecidos pelo Tratado de Tordesilhas.
Os espanhóis não reconhecem a independência dos territórios holandeses que formaram as Províncias Unidas dos Países Baixos, sob a liderança da Casa de Orange.
Os holandeses criam as Companhias de Comércio (Oriente e Ocidente), que lhes possibilitam recursos para as invasões no nordeste brasileiro e na costa africana.
Os ingleses, que apoiavam a independência das Províncias Unidas dos Países Baixos, aliam-se aos franceses para invadir o Recife em 1595.
Os franceses ocupam cidades brasileiras no Sudeste, como Santos e Rio de Janeiro, e em estados do Nordeste, como Maranhão, Paraíba e Rio Grande do Norte.