Medicina - informações sobre mercado de trabalho e descrição da profissão Medicina

Medicina

A mais concorrida carreira da área de Biológicas, a Medicina é a mais nobre das profissões: a arte de prevenir e curar doenças.

O estudo das causas das enfermidades, a pesquisa dos meios para combate-las, a busca pela melhoria dos padrões de saúde da comunidade tornam o médico um profissional voltado à causa social que é a Saúde.

Através de exames, o médico pode prescrever ao paciente a medicação necessária ou submetê-lo a tratamentos mais intensos como as cirurgias.

O bom Médico não pára de estudar nunca. Vive em congressos, participa de pesquisas acadêmicas, escreve artigos científicos, faz cursos e leitura constante de revistas especializadas. Além do estudo e da especialização, é preciso ter o dom. Quem não tem mão, deve ficar longe dos bisturis. Quem acha que os exames resolvem tudo, talvez precise fazer um curso complementar de Psicologia, já que o bom Médico sabe interpretar o que ouve. Uma boa conversa pode valer mais do que um punhado de exames - de cada 10 diagnósticos, 08 podem ser resolvidos durante uma entrevista bem feita coisa que os recém formados só irão aprender com o tempo, pois o tempo faz o bom médico. Atualmente, com o aumento da expectativa devida, cresce a procura pelas especialidades relacionadas à velhice: Geriatria, Cardiologia, Oncologia, Ortopedia. Outras áreas em expansão são aquelas sob o domínio de alta tecnologia como Oftalmologia e alguns tipos de cirurgia.

O profissional desta área precisa ter perseverança, dedicação ao próximo, interesse pela melhoria dos padrões de saúde, presteza no trato para com os pacientes, habilidade manual e cirúrgica e sociabilidade acentuada.

Modalidades: Medicina do Trabalho (cuida de enfermidades próprias do ambiente de trabalho) Medicina Sanitária (trabalha em postos e Programas de Saúde junto ás populações de baixa renda), Medicina Legal, Medicina Esportiva, Medicina Preventiva e Bioengenharia.

Especializações: Ginecologia e Obstetrícia, Urologia, Nefrologia, Pediatria, Psiquiatria, Cardiologia, Pneumologia, Ortopedia e Traumatologia, Anatomia Patológica, Otorrino-Laririgologia, Endoscopia, Oftalmologia, Análises Clínicas, Radiologia (diagnóstico por imagem), Medicina Nuclear, Anestesia, Genética, Dermatologia, Clínica Cirúrgica, Cirurgia Plástica, Clínica Médica (Gastroenterologia, Proctologia, Neurologia, Geriatria, Oncologia, Endocrinologia)

Campos de atuação: Hospitais, Clínicas, Empresas Clubes, Escolas, Pesquisa.

Clique aqui e veja os vestibulares de Medicina com inscrições abertas.

Veja o texto de outras profissões

Faça agora o teste vocacional online e gratuito!

PARTICIPE DO SIMULADÃO ONLINE E PREPARE-SE PARA O VESTIBULAR

Receba dicas desta profissão no seu email

RECOMENDAMOS

Anhembi Morumbi FMU Universidade São Francisco Redentor ISPED FECAP Univaço ITPAC Católica-TO
FAQUI FAJOP uniptan FIPECAFI Drummond Drummond Católica-TO EPD IESVAP

ACESSO RÁPIDO

CALENDÁRIO DO VESTIBULAR | TESTE VOCACIONAL ONLINE | SIMULADOS ONLINE | PLANO DE HORÁRIO DE ESTUDOS - PHE | DATAS DO ENEM 2017
->

DESAFIO DO DIA - SIMULADO ONLINE DIÁRIO

(FAAP) Ao longo de 140 anos de existência como país independente, o Brasil passou por duas experiências parlamentaristas. Assinale a alternativa correta em relação aos dois períodos em que foram adotados esse sistema de governo:

De 1930 a 1934, entre a revolução que conduziu Getúlio Vargas à presidência e a promulgação da Constituição de 1934, e de 1964 a 1968, entre a tomada do poder pelos militares e a decretação do Ato Institucional nº 5 (AI‐5).
De 1847 até a proclamação da República, em 1889, e de 1961 a 1963, entre a renúncia do presidente Jânio Quadros e a realização de umplebiscito que reconduziu o país ao sistema presidencialista.
De 1889 a 1891, entre a proclamação da República e a promulgação da primeira Constituição republicana, e de 1992 e 1993, entre o impeachment do presidente Collor e o plebiscito que resgatou o sistema presidencialista de governo.
De 29 de outubro de 1945 a 31 de janeiro de 1946, entre o golpe preventivo que pôs fim à Era Vargas e a posse de Eurico Gaspar Dutra, e entre março e abril de 1985, entre a morte de Tancredo Neves e a posse de José Sarney.
De 1918 a 1919, entre a morte do candidato eleito à presidência, Rodrigues Alves, e a posse de Epitácio Pessoa, e de 1937 a 1945, durante a ditadura do Estado Novo.