Análise de Sistemas - informações sobre mercado de trabalho e descrição da profissão Análise de Sistemas

Análise de Sistemas

A expansão da Ciência da Informação sobre Sistemas de Automação Industrial, Sistemas de Computação, Inteligência Artificial e Robótica dá à Informática um lugar de grande destaque e um futuro de bastante expectativa a seus profissionais, visto que quase todas as atividades estão informatizadas - do supermercado à academia de ginástica.

A Análise de Sistemas é responsável pela utilização dos diferentes programas, de acordo com a necessidade da empresa, procurando aumentar a eficiência, a eficácia e a qualidade dos fluxos de informações entre os vários processos que compõem as organizações e otimizar e racionalizar tais processos.

Raciocínio abstrato, habilidade numérica desenvolvida, interesse pelo estudo, pesquisa e aplicação das leis físicas, gosto pelo trabalho em equipe e afinidade com as Ciências Exatas são requisitos da profissão.

Campos de atuação: Empresas em geral, Editoras, Escolas, Órgãos de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico, Bancos, Assessorias, Agências de Publicidade e Propaganda, Órgãos Públicos, Hospitais etc.

Especializações: Pesquisa Científica e Tecnológica, Perícia e Auditoria.

Veja o texto de outras profissões

Faça agora o teste vocacional online e gratuito!

Receba dicas desta profissão no seu email

RECOMENDAMOS

Anhembi Morumbi FMU Universidade São Francisco Redentor Redentor Redentor ISPED FAGOC IMEPAC UNIFAN Newton Paiva

ACESSO RÁPIDO

CALENDÁRIO DO VESTIBULAR | TESTE VOCACIONAL ONLINE | SIMULADOS ONLINE | PLANO DE HORÁRIO DE ESTUDOS - PHE | DATAS DO ENEM 2017
->

DESAFIO DO DIA - SIMULADO ONLINE DIÁRIO

(Metodista 2013) A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechou o mês de agosto/2012 com alta de 0,41%, ante uma variação de 0,43% em julho do mesmo ano, de acordo com o IBGE. Pode-se afirmar que

os aumentos de preços dos alimentos e bebidas pressionam a inflação.
saúde, transporte e residência têm custos em deflação.
o aumento na energia elétrica residencial e industrial gera maiores índices inflacionários.
construções de estádios e compra de jogadores correspondem a 5% do IPCA.
preços de alimentos, vestuário, educação e bebidas não influenciam no índice de inflação.