Como não errar na escolha da carreira

Confira dicas para acertar na hora de optar por uma profissão

Publicado em 20/02/13

Assim que deixam o Ensino Médio, os jovens têm um grande desafio pela frente: a escolha da carreira. Mas saber qual caminho trilhar não é uma decisão fácil; exige pesquisa, reflexão e autoconhecimento.

Para não errar nessa hora, desistir de cursos antes do término ou ter que encarar uma mudança de profissão durante a vida, fatores como gostos pessoais, possibilidades no mercado de trabalho, planos pessoais e estilo de vida devem ser levados em consideração.

Confira as dicas do professor de Gestão em Recursos Humanos, Cristiano Rosa, e do professor de Planejamento de Carreira, Nelson Fender, ambos do Instituto Brasileiro de Tecnologia Avançada (IBTA), para fazer a melhor escolha.

1. Exercitar o autoconhecimento

Conhecer as aptidões, habilidades e a vocação é fundamental para não errar na escolha da carreira. Para isso, o jovem profissional deve observar o próprio cotidiano. "É essencial que o estudante saiba o que gosta, o que não gosta, aquilo que faz por obrigação e aquilo que não faz de jeito nenhum", explica o professor Nelson Fender. O especialista aconselha ainda que, caso o estudante sinta dificuldade nessa autoanálise, pode procurar um profissional que o oriente.

2. Pensar na satisfação pessoal

Depois de mapear quais os assuntos e atividades que mais o interessam, o futuro profissional pode optar por uma carreira relacionada a eles. De acordo com Fender, o recém-formado deve avaliar se determinada profissão trará satisfação pessoal. "É necessário fazer uma profunda pesquisa sobre as profissões e compará-la aos interesses pessoais e à personalidade", recomenda o professor Nelson Fender.

O jovem também deve ter cuidado com a participação da família, pois ela pode atrapalhar. "Os pais querem influenciar os filhos com os sonhos que eles têm. Isso, às vezes, se torna frustrante para o profissional", alerta o professor Cristiano Rosa.

3. Analisar o mercado de trabalho

Antes de optar por uma área de atuação, o profissional precisa entendê-la. Compreender as rotinas, saber se o mercado para o segmento escolhido está saturado e quais são as possibilidades de desafios, oportunidades e remuneração para aquela determinada profissão também são pontos importantes, de acordo com os especialistas. "Hoje, com a Internet, é muito mais fácil buscar informações sobre o mercado de trabalho e sobre o dia a dia dos profissionais", ressalta Fender.

4. Escolher o tipo de graduação

Depois da carreira, o jovem deve optar pelo tipo de graduação, entre cursos técnicos, tecnológicos ou bacharelados, de acordo com sua realidade financeira, objetivos e ambições futuras. Aos alunos que têm aspirações, mas não possuem condições financeiras para arcar com um bacharelado, que tem duração de 4 a 6 anos, o professor Cristiano Rosa dá a dica: "Faça um curso tecnológico, que te possibilite uma entrada rápida no mercado, para posteriormente fazer outro mais longo, como um bacharelado".

Veja outras dicas de prepação

Treine com simulados online

Calendário dos Vestibulares

ACESSO RÁPIDO

CALENDÁRIO DO VESTIBULAR | TESTE VOCACIONAL ONLINE | SIMULADOS ONLINE | SIMULADOS DO ENEM | GUIA DE FACULDADES

RECOMENDAMOS

UNIP Universidade São Francisco FIPECAFI Inatel .. EPD.. FACTO.. Unigranrio ..