E foi dada a largada!

Conheça o que interfere na vida de um aluno pré-vestibular e no que o Orientador Profissional pode auxiliar.

Publicado em 08/02/13

  "O ano, finalmente, começou... E agora? Por onde devo caminhar para garantir o ingresso na universidade que eu quero?"
Quando se fala, hoje em dia,  em preparo para o vestibular ou pra o ENEM, não se fala apenas em conhecimento, mas também em preparo físico,  emocional e, principalmente,  em estar atualizado sobre o que acontece no mundo,  procurando ter uma leitura crítica sobre os principais acontecimentos veiculados pela mídia. Nesse processo temos três participantes: o aluno, a família e a escola, cada um com suas vivências, desafios e conquistas, em que o mais importante é a sintonia e o foco no trabalho diferenciado do ano pré-vestibular.
Ao aluno, protagonista de todo esse processo, cabe a tarefa de enxergar com clareza suas  facilidades - para potencializá-las e otimizar o tempo -  bem como conhecer suas dificuldades - para saber exatamente onde precisa de ajuda. Outro item fundamental ao se preparar para o vestibular é a disciplina: organizar uma agenda de estudo, incluindo revisões e simulados, é de suma importância para qualificar o trabalho.
Até agora, tratamos somente dos aspectos práticos da vida do aluno pré-vestibular, mas devemos também tratar das questões emocionais e físicas.  Um bom ambiente familiar e escolar auxilia e muito no equilíbrio emocional tão necessário para otimizar a concentração e a disciplina. Não se pode dar espaço para a ansiedade! Caso ela esteja num grau crescente, o aluno deve procurar conversar com a sua família, sinalizar a sua angústia, seus receios e dificuldades. Na maioria das vezes, uma boa conversa com a mãe ou o pai - ou um bom amigo - já ajuda, e muito, no seu controle.
A disciplina aparece aqui novamente: procurar abrir mão de baladas para zelar pelo sono é manter o foco no que se quer. Outra sugestão é tentar incluir na rotina da semana um momento para atividade física, sempre importante quando se atravessa um processo que envolve estresse.
À família, cabe prestar momentos de conversa sobre a vida futura para que o vestibulando possa fazer e refazer projeções. O apoio em momentos de cansaço, irritação e angústia que, com certeza, virão, também é outra atuação muito bem vinda, além de motivar, sempre!
À escola cabe qualificar os instrumentos que o aluno já tem: suas habilidades, competências, seu percurso, sua rotina. Aulas específicas de preparo para o vestibular, simulados frequentes, ajuda para sanar dúvidas, espaço para trocas... Um leque de ações que se expande à medida que a escola conhece seu aluno e  sua família e, por isso, sabe reconhecer o que irá ajudá-los nesse processo complexo mas também muito enriquecedor, que é o pré-vestibular. * Professora Ana Paula Ciriaco Camargo é supervisora educacional e a professora Márcia Chammas é Orientadora Educacional, ambas do Ensino Médio do Colégio Rio Branco.  

Veja outras dicas

PARTICIPE DO SIMULADÃO ONLINE DO ENEM, COM CORREÇÃO PELA TRI



RECOMENDAMOS

Vestibular UNIP Vestibular USF - Universidade São Francisco

ACESSO RÁPIDO

CALENDÁRIO DO VESTIBULAR | TESTE VOCACIONAL ONLINE | SIMULADOS ONLINE | SIMULADOS DO ENEM | GUIA DE FACULDADES | BOLSA DE ESTUDOS