Vale a pena chutar no Enem?

Vale a pena chutar no Enem?

Procuramos a resposta com o estatístico Diego Camacho, especialista no desenvolvimento de projetos pela Teoria da Resposta ao Item (TRI)

Publicado em 07/11/18

O Enem 2018 tem no próximo domingo, 11, a aplicação das provas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias. O candidato terá cinco horas para resolver a prova. Mesmo com a realização da primeira parte do Exame Nacional do Ensino Médio, muitos candidatos ainda consideram se vale a pena chutar no Enem para tentar conseguir alguns pontos a mais em questões que não tem certeza sobre qual alternativa responder.

Para tirar as dúvidas dos candidatos, procuramos o estatístico Diego Camacho, da TRIEduc, que tem experiência no desenvolvimento de pesquisas quantitativas e qualitativas e no desenvolvimento de projetos de avaliação educacional pela Teoria da Resposta ao Item (TRI), que é utilizada no Enem. Confira:

sejabixo! - A Teoria da Resposta ao Item (TRI) diminui as chances do candidato chutar no Enem e se dar bem na prova?

Diego Camacho - Sim, o método da TRI diminui as chances do candidato chutar, pois ele analisa os padrões de resposta e consegue perceber quando o candidato chutou. Se ele não tiver um comportamento coerente nas questões que ele acerta, ou seja, nas perguntas fáceis, médias e difíceis, as que ele chutar será atribuída uma pontuação menor. Ou seja, ele pode até chutar, mas terá uma nota menor do que um outro candidato que acertou a mesma quantidade de questões de uma maneira coerente, tendo em vista que, a questão considerada chutada passa a valer menos porque parece ser incoerente com o padrão de respostas da prova, sendo assim, a média do aluno que chutou cai.

sejabixo! - Muitos estudantes procuram por fórmulas mágicas de chute. Elas existem ou são lendas estudantis?

Diego Camacho - Fórmula mágica até existe, mas em outros tipo de exames, não no Enem. A elaboração de questões do Enem é bem técnica, as pessoas que elaboram as questões passam por treinamentos contínuos para justamente não ter opções de respostas que chamem atenção dos candidatos nem para o bem nem para o mau e também não há pegadinhas nesse exame, então essas fórmulas mágicas que tinham em vestibulares que eliminavam muito fácil uma resposta, ou se vinculava ao texto para achar a resposta correta, isso tudo existe em outros tipos de exames, vestibulares, universidades menores, mas no Enem não, no Enem há toda uma preocupação técnica na elaboração de questões. Além disso, o método de avaliação (Teoria da Resposta ao Item) consegue diagnosticar possíveis chutes e é atribuído uma nota menor a essas questões.






RECOMENDAMOS

Mauá .. Universidade São Francisco FIPECAFI .. Mackenzie .. Redentor.. Inatel
UNIP .. PUC-SP.. UNIFACISA.. SÃO CAMILO.. FACTO

ACESSO RÁPIDO

CALENDÁRIO DO VESTIBULAR | TESTE VOCACIONAL ONLINE | SIMULADOS ONLINE | SIMULADOS DO ENEM | GUIA DE FACULDADES