Vestibular Unicamp amplia diversidade e aprova 38% de estudantes pretos e pardos em 1ª chamada

Vestibular Unicamp amplia diversidade e aprova 38% de estudantes pretos e pardos em 1ª chamada

Publicado em 13/02/19

A Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest) está divulgando as informações sobre o perfil dos aprovados nas primeiras chamadas das diversas modalidades de ingresso em 2019.

Pela primeira vez, a Unicamp adotou cotas étnico-raciais no vestibular, além de oferecer as opções de ingresso por meio da nota do Enem, do desempenho em olimpíadas científicas e vagas pelo Vestibular Indígena. Além disso, a pontuação do Programa de Ação Afirmativa e Inclusão Social (PAAIS), para alunos de escola pública no vestibular, também foi ajustada.

De acordo com os dados dos convocados, na somatória da primeira chamada do Vestibular Unicamp e do Enem-Unicamp, e das primeiras chamadas do Vestibular Indígena e das Vagas Olímpicas, do total de 3.386 aprovados, 38,2% são autodeclarados pretos ou pardos e 48,7% são de escola pública. Os estudantes indígenas representam 2,1% dos convocados deste ano.

Além dos índices gerais, que estão na tabela abaixo, os dados por curso estão disponíveis para consulta na página eletrônica da Comvest (www.comvest.unicamp.br).

As informações mostram que há, no mínimo, 25% de estudantes autodeclarados pretos ou pardos em praticamente todos os cursos. Em relação à participação de aprovados egressos de escolas públicas, os índices variam de 78,1% (em Letras - Noturno) a 29% (em Música-Composição) nos diferentes cursos de graduação. Na Medicina, o curso mais concorrido do Vestibular Unicamp 2019, o percentual é de 56,4%.

OPORTUNIDADES:

Quer uma bolsa de estudo? Clique aqui e saiba como conseguir uma no Quero Bolsa





RECOMENDAMOS

Vestibular UNIP Vestibular USF - Universidade São Francisco

ACESSO RÁPIDO

CALENDÁRIO DO VESTIBULAR | TESTE VOCACIONAL ONLINE | SIMULADOS ONLINE | SIMULADOS DO ENEM | GUIA DE FACULDADES | BOLSA DE ESTUDOS