Vai prestar o vestibular de meio de ano? Confira 5 dicas para um bom desempenho

Vai prestar o vestibular de meio de ano? Confira 5 dicas para um bom desempenho

Os vestibulares de meio de ano estão chegando! Se o estudante fez a prova de final de ano e não passou, ou se o curso escolhido está na lista das universidades que oferecem a modalidade no processo seletivo, essa é uma oportunidade extra para a conquista da tão sonhada aprovação.

Em geral, as provas não apresentam diferenças consideráveis em relação aos vestibulares tradicionais, exceto pelo prazo de aplicação, que geralmente acontece entre junho e julho. E se você pensa que o conteúdo é mais fácil e a concorrência, menor, não se engane! Os temas abordados são referentes a todo o ano letivo e, em algumas universidades, o número de vagas disponíveis pode ser menor. Então, o bom desempenho e o foco total nos estudos são indispensáveis para garantir a sua vaga.

Vestibular de meio de ano – 5 dicas para um bom desempenho

A coordenadora de Orientação Educacional do Poliedro Curso de São Paulo, Maria Pereira, preparou 5 dicas para quem está considerando se inscrever na modalidade:

Esteja atento ao edital

Em alguns vestibulares, o peso de cada matéria varia de acordo com o curso desejado. Uma recomendação aos estudantes é que leiam atentamente o edital para obter essas informações, que influenciam não só na estratégia de estudos, mas também na estratégia de realização da prova. Afinal, se no dia for necessário decidir entre duas questões em função da dificuldade ou do tempo, o ideal é fazer a que possui um peso maior no processo seletivo do seu curso.

A leitura atenta do edital é muito importante para que o estudante se certifique de que não deixou de visitar algum conteúdo relevante.

Entenda que a jornada dupla pode ser necessária

As provas de meio de ano continuam exigindo o mesmo conteúdo das tradicionais. Então, se o estudante iniciou um cursinho em janeiro, por exemplo, precisará acelerar seus estudos para não deixar nenhum tópico de fora, sem deixar de lado o cronograma que está sendo ministrado pelos professores. É necessário fazer todas as atividades e leituras propostas e reservar de duas a três horas para focar em outros tópicos listados no edital da prova. Uma dica é aproveitar o apoio dos professores e plantonistas para sanar dúvidas e pedir reforço, se for preciso.

Invista em simulados e exercícios

Fazer simulados ajuda o aluno a entender qual a melhor estratégia de prova a seguir e a desenvolver maior capacidade de gerir o tempo para cada questão. Além disso, fazer exercícios é uma ótima forma de perceber o que está mais superficial e precisa ser ajustado antes do dia do exame, pois somente praticando é possível fixar o aprendizado. Um lembrete importante: é o momento de ser desafiado pelas questões! O estudante deve se concentrar nos conteúdos que tem mais dificuldade e que são mais recorrentes na prova que irá realizar.

Cuide do seu emocional

Com a proximidade dos vestibulares, é natural que a pressão do momento seja ainda maior. Conversar com os amigos e profissionais de Orientação Educacional pode ajudar bastante, assim como praticar atividades físicas. Organize sua agenda incluindo momentos de lazer de forma regular. Os momentos de descontração devem estar presentes na sua vida.

Na véspera da prova, confie no estudo e nas estratégias desenvolvidas ao longo do ano. Pense positivo para reduzir a ansiedade. Passe o dia ao lado das pessoas de quem gosta e tenha uma boa noite de sono.

Atividades como psicoterapia, aulas de yoga e meditação e exercícios de respiração e concentração também podem auxiliar os vestibulandos neste momento. Mesmo sem encontros presenciais, é possível participar de grupos on-line que auxiliam bastante no relaxamento e aumentam o potencial de concentração dos estudantes.

Pesquise possibilidades de financiamento e bolsas de estudos

Grande parte das universidades que oferecem vestibulares de meio de ano são particulares. Então, é importante fazer uma pesquisa aprofundada para entender se existem oportunidades de financiamento, como o ProUni, por exemplo, e de bolsas de estudos que possam ser oferecidas pela instituição. Nesse sentido, é interessante ligar para a faculdade para obter mais informações, já que nem sempre estão disponíveis nos sites.