Siga-nos!

Destaque

6 possíveis temas da redação do Enem 2021

Preparação para o exame precisa incluir leituras sobre conhecimentos gerais que podem ser cobrados na redação

Publicado

em

6 possíveis temas da redação do Enem 2021

Todos os anos, a redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é uma das principais preocupações dos estudantes que se preparam para a prova. Afinal, a redação sozinha é responsável por garantir até mil pontos para aqueles que alcançarem a nota máxima. Saber escrever bem é muito importante para conquistar esses pontos, mas não é o único fator para o sucesso. Além de respeitar as normas gramaticais e saber usar corretamente a pontuação, também é necessário ter conhecimentos sobre o tema proposto na prova.

Dentro de todo um universo de assuntos possíveis, alguns se destacam por serem atuais ou estarem muito relacionados ao cotidiano do país. Em 2020, por exemplo, o tema escolhido foi “o estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira”. No ano anterior, 2019, por sua vez, o tema foi “a democratização do acesso ao cinema no Brasil”. Mas e este ano, quais assuntos podem ser cobrados dos estudantes na redação? Para o professor de História e coordenador editorial do Sistema Positivo de Ensino, Norton Nicolazzi Junior, a principal característica do tema da redação é apresentar um problema da sociedade brasileira e pedir para que o estudante proponha uma solução. “Por isso, é importante saber quais assuntos foram debatidos no país no último ano e ler muito a respeito de cada um deles”. O especialista seleciona alguns pontos sobre os quais é aconselhável se aprofundar para o Enem 2021.

6 possíveis temas da redação do Enem 2021

Ensino a distância

A pandemia de covid-19 trouxe uma série de desafios para a educação brasileira. Um dos maiores problemas foi a questão do ensino a distância, necessário para evitar a propagação do coronavírus. Muitas escolas, principalmente da rede pública de ensino, não tinham a infraestrutura necessária para assegurar o aprendizado das crianças e adolescentes. Na outra ponta, boa parte desses estudantes não tinham acesso à internet ou a equipamentos de informática de qualidade para prosseguir com seus estudos. “Mesmo com o avanço da vacinação, esse é um assunto que deve permanecer na pauta da discussão pública por algum tempo. Afinal, não há certeza de que esta seja a última pandemia pela qual passaremos nos próximos anos, de modo que será preciso pensar estratégias positivas de ensino a distância ou ensino híbrido”, comenta Nicolazzi.

Futuro dos monumentos históricos

Não apenas no Brasil, mas em todo o mundo, estátuas e outros monumentos prestam homenagem às mais diversas figuras históricas. Nos últimos anos, uma parte da sociedade civil passou a questionar algumas dessas homenagens. Muitas delas fazem menção a escravocratas, por exemplo, o que, na visão de muitos pensadores, seria como premiá-los por todo o horror que causaram historicamente. Em São Paulo, a estátua do bandeirante Manuel de Borba Gato foi incendiada em protesto ao papel que essa figura histórica teve na construção do Brasil. O monumento foi inaugurado em 1963 em homenagem ao bandeirante, responsável por tomar terras e escravizar negros e indígenas nos séculos XVII e XVIII. A proposta é substituir esses monumentos por outros, que façam alusão a personagens negros, mulheres e outras figuras importantes para a luta antirracista.

Evasão escolar

Não é de hoje que a evasão escolar é um problema no Brasil. Tampouco ela tem como causa única a pandemia de covid-19. No entanto, as dificuldades que muitos estudantes encontraram para se concentrar durante as aulas on-line e para ter acesso à internet de qualidade potencializaram o processo de evasão. De acordo com o estudo “Enfrentamento da cultura do fracasso escolar, do Fundo de Emergência Internacional das Nações Unidas para Infância (Unicef), 1,38 milhão de estudantes com idades entre 6 e 17 anos abandonaram os estudos em 2020, o que representa 3,8% do total de jovens brasileiros em idade escolar. “A evasão é um problema antigo, mas que tem estado muito em evidência durante a pandemia. Ainda não há respostas certeiras para essa situação, o que pode levar esse assunto a ser cobrado de quem vai prestar o Enem”, afirma Nicolazzi. Importante saber também a diferença entre evasão e abandono escolar, para não confundir durante a construção do discurso.

Superexposição a meios digitais

Segundo uma pesquisa do App Annie Intelligence, o brasileiro passa, em média, 5,4 horas por dia em frente à tela do celular. O país está em primeiro lugar no ranking mundial, seguido pela Indonésia e pela Índia (2º e 3º lugares, respectivamente). As consequências desse comportamento são inúmeras e vão desde prejuízos à visão até agravamento de transtornos que afetam a saúde mental. Quando se trata de crianças e adolescentes, a problemática é ainda mais séria. E, quanto mais a tecnologia evolui, maior a tendência de permanecer cada vez mais tempo olhando para meios digitais. Por esse motivo, para o especialista, esse também pode ser o tema da redação do Enem 2021.

Democratização do acesso a museus

Em 2019, um levantamento realizado pelo instituto Oi Futuro apontou que as classes A e B são 82% do total de frequentadores dos museus brasileiros. Isso significa que mais de 80% das pessoas que têm acesso às salas cheias de arte, sons e história pertencem ao grupo com rendimento familiar de mais de R$ 9.980,00 por mês. Analisando dessa forma, uma das conclusões a que se pode chegar é que quem tem menos condições financeiras também tem menos acesso a esses espaços culturais. “Esse é um tema bem geral, mas que pode ser cobrado porque o interesse dos brasileiros por museus virtuais, durante a pandemia, cresceu 50%. Ou seja, talvez a solução seja dar condições para que as pessoas conheçam os ambientes de museu”, pondera o especialista.

Crise Hídrica

Falta água e, consequentemente, energia elétrica no Brasil. Embora a crise hídrica esteja sendo mais comentada nos últimos meses, especialistas já alertavam há muito mais tempo que um cenário como esse poderia acontecer. As possíveis causas e as duras consequências desse problema são inúmeras. “Essa é uma reflexão que passa pelas mudanças climáticas, por estratégias dos órgãos públicos e também pela responsabilidade individual. Todos os ingredientes que costumam compor o tema da redação do Enem”, alerta Nicolazzi.

RECOMENDAMOS

Destaque

PUC-Campinas abre Novo Vestibular 2022 com provas em 26 de janeiro

Os candidatos podem se inscrever pelo site do Vestibular da PUC-Campinas. Haverá duas modalidades de seleção

Publicado

em

por

PUC-Campinas abre inscrições para o Vestibular 2022

Estão abertas as inscrições para o Novo Vestibular da PUC-Campinas, com início das aulas no primeiro semestre de 2022. Os candidatos podem se inscrever pelo site da Universidade (https://www.puc-campinas.edu.br/) até o dia 23 de janeiro. Haverá duas modalidades de seleção, pelo desempenho no Enem ou por meio de prova presencial, que será realizada dia 26 de janeiro. O candidato que optar pela 1ª modalidade terá prioridade no preenchimento das Vagas Remanescentes.

O Processo Seletivo está aberto a candidatos que concluíram ou concluirão o Ensino Médio ou equivalente antes de 1º de fevereiro de 2022. A modalidade por meio do seu desempenho no Enem aceitará notas de qualquer uma das suas edições de 2013 a 2020, consideradas as provas objetivas e a redação.

Clique aqui para se inscrever e conferir o edital completo.

A segunda modalidade será por meio de uma prova geral para todos os candidatos, composta por uma dissertação, com valor máximo de 100 pontos, e por uma prova específica para os candidatos ao Curso de Direito, com 20 questões, sendo dez questões objetivas de Língua Portuguesa, cinco de História e cinco de Literatura Brasileira.

Em virtude das condições da pandemia da COVID-19, a aplicação da prova de forma presencial será realizada observando-se os protocolos internos de biossegurança, como o uso de máscaras, distanciamento mínimo entre os candidatos e medidas de higienização, recomendados pela Organização Mundial da Saúde, pelo Ministério da Saúde e pelas Secretarias Estadual e Municipal de Saúde.

RECOMENDAMOS

Continue lendo

Destaque

Terminam hoje, 17, as inscrições para o Vestibular Medicina UNIP

No próximo dia 23 de janeiro, às 14h, a Universidade Paulista – UNIP realizará seu primeiro vestibular para o curso de Medicina em quatro dos seus campi

Publicado

em

por

UNIP lança curso de Medicina

No próximo dia 23 de janeiro, às 14h, a Universidade Paulista – UNIP realizará seu primeiro vestibular para o curso de Medicina em quatro dos seus campi no estado de São Paulo. Serão ofertadas 400 vagas: Alphaville / Santana de Parnaíba (100 vagas), Campinas (100 vagas), São José do Rio Pardo (100 vagas) e Sorocaba (100 vagas).

Há duas modalidades de inscrições, que poderão ser feitas até o dia 17 de janeiro pelo site www.unip.br:

Inscrição Simples: o candidato poderá optar por concorrer ao curso de Medicina em apenas um dos campi.

Inscrição Combo: o candidato poderá optar por concorrer ao curso de Medicina, simultaneamente, nos campi Alphaville (Santana do Parnaíba), Campinas, São José do Rio Pardo e Sorocaba.

Ao inscrever-se, o candidato deverá optar pelo ingresso por prova presencial ou por meio de suas notas do ENEM, desde que realizado no período de 2015 e 2020.

Taxa de inscrição:

– A taxa de inscrição simples por meio da prova presencial é de R$ 300,00.

– A taxa de inscrição simples por meio do ENEM é de R$ 200,00.

– A taxa de inscrição combo por meio da prova presencial é de R$ 500,00.

– A taxa de inscrição combo por meio do ENEM é de R$ R$ 300,00.

Prova presencial: terá duração máxima de 5 horas e o tempo mínimo de permanência do candidato em sala é de 3 horas. A prova será realizada no dia 23 de janeiro de 2022, às 14h – horário de Brasília, nos seguintes campi:

Campinas – Avenida Comendador Enzo Ferrari, 280 – Swift – Campinas – São Paulo.

Alphaville / Santana de Parnaíba: Avenida Yojiro Takaoka, 3.500 – Alphaville – Santana de Parnaíba – São Paulo.

São José do Rio Pardo: Rua Santa Terezinha, 160 – Centro – São José do Rio Pardo – São Paulo.

Sorocaba: Avenida Independência, 210 – Sorocaba – São Paulo.

Goiânia: Rodovia BR-153, km 503 – Fazenda Botafogo – Goiânia.

Paraíso: Rua Vergueiro, 1.211 – Paraíso – São Paulo.

Obs.: os campi Goiânia e Paraíso serão apenas alternativas de locais de provas. Neles não será ministrado o curso de Medicina.

Para a prova presencial, a UNIP disponibilizará lápis, caneta e borracha (será proibido o uso de materiais pessoais durante a realização da prova), além de um kit contendo máscara e álcool em gel.

Obs.: os editais contendo a localização das salas para as provas serão publicados no site www.unip.br em 22 de janeiro de 2022.

Continue lendo

Destaque

Projeto da PUC-Campinas fortalece ações com inovação, empreendedorismo e parcerias empresariais

Área é interligada à biblioteca e conta com diversos ambientes para pesquisa, trabalho e estudo

Publicado

em

por

PUC-Campinas abre inscrições para o Vestibular 2022

O Projeto Mescla foi inaugurado no início de 2020 com a abertura de um espaço para incentivar a inovação entre estudantes da PUC-Campinas e para aproximar alunos, professores, pesquisadores e empresas para o desenvolvimento de novos projetos. Em 2021, a área no Campus I foi ampliada, e um novo Mescla foi aberto no Campus II, voltado para inovações na área de saúde.

Essas áreas na Universidade contam com um café, salas de reuniões, salas multimídias, ambientes multiúsos, ambientes para docentes, sala de prototipagem e de inovação. Também há áreas voltadas para diversas atividades e salas móveis, que podem ser modificadas para atender necessidades variadas.

Esses locais ainda contam com móveis e equipamentos de alta tecnologia e estrutura que permitem mobilidade, como tomadas que saem penduradas ao teto, sistemas de som e vídeo, pontos de conexão e acesso à internet e outras facilidades.

Os seus laboratórios são de produção de protótipos com impressoras 3D, de cortes laser e outros equipamentos. Há salas para reuniões, para abrigar startups e também salas voltadas especialmente para os professores que ficam por tempo prolongado na Universidade, onde podem preparar aulas, receber alunos, realizar pesquisas e estudos.

Outro ponto importante é a área de descompressão, onde estudantes, professores, pesquisadores e usuários em geral podem descansar, relaxar, preparar alimentos e recuperar as energias para o trabalho e estudo.

Mescla Campus II

A nova unidade no Campus II da Universidade ampliará as atividades de empreendedorismo junto aos estudantes do Centro de Ciências da Vida (CCV), apoiando o desenvolvimento de negócios inovadores, bem como o trabalho cooperativo com empresas, startups, órgãos governamentais e investidores.

O novo ambiente, instalado no piso térreo do prédio administrativo, é composto por salas e espaço colaborativo, favorecendo dinâmicas de trabalho e cocriação, e reúne capacitações e programas voltados ao desenvolvimento de novos negócios e formas de apoio a startups. Com a instalação, a PUC-Campinas amplia esforços para acelerar o empreendedorismo e a inovação em saúde.

Vestibular PUC-Campinas

Estão abertas as inscrições para o Novo Vestibular da PUC-Campinas, com início das aulas no primeiro semestre de 2022. Os candidatos podem se inscrever pelo site da Universidade (https://www.puc-campinas.edu.br/) até o dia 23 de janeiro. Haverá duas modalidades de seleção, pelo desempenho no Enem ou por meio de prova presencial, que será realizada dia 26 de janeiro. O candidato que optar pela 1ª modalidade terá prioridade no preenchimento das Vagas Remanescentes.

RECOMENDAMOS

Continue lendo