Siga-nos!

Destaque

8 motivos para você estudar Letras no Mackenzie

Estudante tem a oportunidade de se formar em bacharelado e licenciatura

Publicado

em

8 motivos para você estudar Letras no Mackenzie

Você gosta de escrever, ler e é apaixonado pelo universo da literatura, línguas, palavras e da educação? Se a resposta for sim, então a faculdade de Letras pode ser uma boa escolha para sua graduação.

Para saber mais sobre a grade curricular, oportunidades no mercado de trabalho e no mundo da pesquisa, conversamos com a Elaine Prado dos Santos, coordenadora do curso de Letras do Centro de Comunicação e Letras (CCL) da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM). Separamos uma lista com 8 motivos para você fazer sua graduação no Mackenzie. Confira!

8 motivos para você estudar Letras no Mackenzie

1. Oferece Bacharelado e Licenciatura

O Curso de Letras do Mackenzie tem a duração de oito semestres. Durante esse período, o aluno pode cumprir os componentes curriculares apenas do Bacharelado ou também cumprir a grade da Licenciatura. Os dois possuem disciplinas voltadas para a Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Linguística, Teoria da Literatura, Literatura Comparada e diversas Literaturas. Na Licenciatura, o aluno cumpre créditos para ter autorização para ministrar aulas na Educação Básica brasileira.

“Vivemos em um país em que a formação de bons professores é algo emergencial para o desenvolvimento da nação e para que as pessoas vivam melhor”, explica a coordenadora.

O Bacharelado, por sua vez, também é indispensável porque todas as empresas necessitam de profissionais da área da comunicação, “principalmente hoje em dia, em que o universo virtual tornou as palavras tão velozes e virais”, diz.

2. Capacita profissionais preparados para o mercado

Nossos alunos contam com a orientação dos professores do curso e com propostas pedagógicas calcadas na autonomia e no protagonismo estudantil. Trata-se, portanto, de uma aprendizagem transformadora. Dessa forma, os educandos desenvolvem competências para ler textos com maior profundidade, analisar questões linguísticas e literárias nas obras em estudo e produzir textos para a realidade dos dias de hoje, incluindo nesses estudos o universo virtual. Os alunos da Licenciatura desenvolvem, ainda, competências para ministrar aulas dinâmicas, funcionais e multimidiáticas para alunos da Educação Básica brasileira, sempre com foco nas metodologias ativas.

3. Grade curricular atualizada

Na área de Letras, tanto no Bacharelado quanto na Licenciatura, cresce o segmento voltado para o universo digital. Há inúmeros textos no ambiente virtual que precisam chegar ao público-alvo de uma forma clara, objetiva e convincente. Em função disso, nosso aluno é levado a pensar nos gêneros textuais da cultura digital, como posts em redes sociais, stories e podcasts, pois terão de produzir esses materiais ao longo de suas vidas profissionais. Além disso, é importante ressaltar que se expande de uma forma rápida o ensino a distância no Brasil e o número de escolas bilíngues, principalmente nos grandes centros urbanos. Nós garantimos o desenvolvimento dessas habilidades para que todos os mackenzistas possam atuar nesses segmentos.

4. Oportunidades dentro e fora do campus

Há uma associação dentro do campus que oferece, regularmente, oportunidades de estágio. Nossos alunos também podem participar de um projeto que envolve aulas em uma escola pública da capital. Por meio desse projeto, além de desenvolverem habilidades voltadas para a formação docente, nossos licenciandos buscam auxiliar na formação integral dos educandos da Educação Básica para os quais ministram aulas semanalmente.

Há, ainda, a possibilidade de os estudantes escreverem uma Iniciação Científica ou textos para eventos que são oferecidos pelo próprio Centro de Comunicação e Letras, como o Fórum de Pesquisa – evento anual, em que o aluno pode apresentar suas pesquisas publicamente. Também devemos destacar a Liga Acadêmica de Letras, grupo liderado e administrado pelos próprios alunos do curso, que, frequentemente, organiza eventos sobre os passos da pesquisa acadêmica. Há o “Fala, pesquisador”, no qual os alunos da graduação discutem os passos das pesquisas acadêmicas com outros discentes que estão desenvolvendo trabalhos de Iniciação Científica e com alguns professores convidados.

5. Profissionais que garantem uma formação de excelência

Nossos professores, além de sólida formação acadêmica e de sérias pesquisas em áreas específicas do universo da área de Letras, buscam rotineiramente aproximar teoria e prática e fazem uso das metodologias ativas constantemente. Além disso, mesmo depois de anos de experiência, todos buscam se atualizar e acompanhar, principalmente, as transformações na área da comunicação em função das tecnologias digitais e das mídias sociais, tão presentes na vida de todos os seres humanos na atualidade.

6. Alunos destaques

A dona do canal Redação e Gramática Zica, Pamella Brandão, mais conhecida na internet como prof. Pamba, tem mais de 1 milhão de inscritos no YouTube. Ela foi nossa aluna e agora é um sucesso no universo virtual. “Depois de 7 anos de trabalho, ela consegue mudar a vida de seus seguidores de forma descomplicada e divertida, ensinando algo que nós da Letras amamos: a Língua Portuguesa”, afirma Elaine.

Leyla Perrone Moisés, escritora, professora e crítica literária brasileira e antiga mackenzista, recebeu do Ministério da Educação da França as comendas de Chevalier de l’Ordre des Palmes Académiques e de Officier de l’Ordre des Palmes Académiques. No Brasil, conquistou o Prêmio Jabuti na categoria Estudos Literários, o Prêmio Alejandro José Cabassa, da União Brasileira de Escritores, e o Prêmio Fundação Bunge, na categoria Vida e Obra.

7. O curso é integrado aos da Pós-Graduação

A maioria dos professores da graduação também dão aulas na pós-graduação, por isso os docentes estão acostumados ao universo da especialização, além de ouvir sobre muitas pesquisas que ocorrem no mestrado e no doutorado. Da mesma forma, nossos mackenzistas são estimulados a darem continuidade às pesquisas que foram iniciadas ainda na graduação.

A Liga Acadêmica de Letras, com o “Projeto Interfaces”, busca aproximar os graduandos dos pós-graduandos. Para isso, semanalmente, um aluno do Mestrado, do Doutorado ou egresso do Programa de Pós-Graduação em Letras apresenta um recorte da sua pesquisa e compartilha algumas experiências da sua trajetória acadêmica.

8. Se importa com o uso das palavras

Segundo a coordenadora, a sociedade de forma geral tem refletido sobre a importância de saber dizer as coisas da melhor maneira possível. Isso faz com que o ambiente à nossa volta seja mais tranquilo e saudável. Contudo, vemos diariamente pessoas discutindo sem argumentos, com frases preconceituosas e ofensivas. “Quem entende desse universo, acaba por se destacar e, além de conseguir boa colocação profissional, ajuda o mundo a ser um lugar melhor para todos nós. Então, quem pretende mudar o mundo com palavras tem de vir para o curso de Letras da Universidade Presbiteriana Mackenzie”, finaliza.

Vestibular Mackenzie

Quer fazer fazer Letras no Mackenzie? As inscrições para o vestibular 2020/1 já estão abertas, acesse clique aqui e inscreva-se no processo seletivo.

Sobre a Universidade Presbiteriana Mackenzie

A Universidade Presbiteriana Mackenzie está na 103º posição entre as melhores instituições de ensino da América Latina, segundo a pesquisa QS Quacquarelli Symonds University Rankings, uma organização internacional de pesquisa educacional, que avalia o desempenho de instituições de ensino médio, superior e pós-graduação. Possui três campino estado de São Paulo, em Higienópolis, Alphaville e Campinas. Os cursos oferecidos pelo Mackenzie contemplam Graduação, Pós-Graduação Mestrado e Doutorado, Pós-Graduação Especialização, Extensão, EaD, Cursos In Company e Centro de Línguas Estrangeiras.

Em 2021, serão comemorados os 150 anos da instituição no Brasil. Ao longo deste período, a instituição manteve-se fiel aos valores confessionais vinculados à sua origem na Igreja Presbiteriana do Brasil.

Destaque

Brasil tem maior conjunto de fintechs da América Latina, tema é foco em estudos da ESEG – Faculdade do Grupo Etapa

O Núcleo de Economia e Finanças e a matriz curricular voltada para tecnologia incentivam pesquisa em startups financeiras

Publicado

em

por

Fintechs, startups de tecnologia financeira, ajudam consumidores, empreendedores e empresas no gerenciamento de rotinas de serviços financeiros com a automatização dessas demandas. Como o conceito vem ganhando cada vez mais destaque, na ESEG – Faculdade do Grupo Etapa estudantes realizaram seus Trabalhos de Graduação (TGs) para identificar os impactos que as fintechs possuem em bancos tradicionais.

Essa visibilidade no Brasil é comprovada pelo relatório 2021 Global Fintech Rankings, no qual o país obteve resultado como o maior da América Latina com relação ao conjunto de fintechs. Além disso, o estudo aponta que ao todo são 108 fintechs brasileiras consideradas unicórnios – avaliadas acima de US$ 1 bilhão.

Um dos pontos que cooperou para o funcionamento da fintechs foi a oficialização pelo Banco Central do Brasil da Resolução CMN nº 4.656 em 2018, uma regulamentação dessas empresas para empréstimos e financiamentos. Além dos serviços convencionados, como: conta digital, cartão de crédito e débito, seguro, controle financeiro e investimento.
O fato da maioria dessas startups permitir o controle dos serviços financeiros por meio de smartphones e internet, sem que o cliente precise ir a um local físico, é um dos motivos de concorrer com bancos e corretoras convencionais. Outro fator, é o custo operacional abaixo da média ou até inexistente.

A transformação dos bancos tradicionais para o cenário digital foi tema de dois TGs da ESEG em 2020 e 2021, pelos já formados Lucas Henrique Araújo e Matheus Santos em Engenharia de Produção. Ambos estudaram os impactos das fintechs na atuação dos bancos tradicionais com relação a mudanças na estrutura e no posicionamento. Lucas analisou o caso do Banco Itaú e Banco Inter, já Matheus, comparou o Banco Itaú com a plataforma de serviços financeiros PagSeguro.

A ESEG – Faculdade do Grupo Etapa está com inscrições abertas para o processo seletivo do 1º semestre de 2022, para os cursos de Administração, Direito, Economia, Engenharia de Computação e Engenharia de Produção. Tanto no vestibular quanto com a utilização da nota do Enem, o candidato pode conquistar uma bolsa de estudo válida até o fim da graduação.

Serviço

Processo Seletivo ESEG 2022 – 1º Semestre

Cursos: Administração, Economia, Direito, Engenharia de Computação e Engenharia de Produção
Provas digitais

16/12/2021, às 18h – Inscrições até as 23h59 de 15/12/2021

18/12/2021, às 9h – Inscrições até as 14h de 17/12/2021

Prova presencial

29/01/2022, às 13h – Inscrições até as 14h de 28/01/2022

Taxas

Vestibular: R$ 45,00
Enem: isento
Inscrição e mais informações: eseg.edu.br/vestibular2022

RECOMENDAMOS

Continue lendo

Destaque

Presidente altera legislação do Programa Universidade para Todos – Prouni

As alterações no Prouni têm o objetivo de ampliar as políticas de inclusão na educação superior

Publicado

em

por

Resultado da Lista de Espera do Prouni 2021.2

O presidente Jair Bolsonaro assinou, na última segunda-feira (6), medida provisória (MP) que altera o Programa Universidade para Todos (Prouni), que concede bolsas de estudo integrais e parciais em faculdades particulares. A MP foi publicada ontem (7) no Diário Oficial da União.

De acordo com a Secretaria-Geral da Presidência, a medida busca ampliar o acesso a estudantes egressos do ensino médio privado que fizeram o curso com bolsas parciais. Na seleção, também está incluída a possibilidade de dispensa de apresentação do documento que comprovem a renda familiar e a situação de pessoas com deficiência, quando as informações estiverem disponíveis em bancos de dados de órgãos do governo.

Além disso, houve alteração na reserva de cotas destinadas a negros, povos indígenas e pessoas com deficiência. Com a medida, o percentual de pretos, pardos ou indígenas e pessoas com deficiência será considerado de forma isolada, e não mais em conjunto.

A MP também prevê a inclusão de penalidade de suspensão imposta para quem descumpre as obrigações assumidas no termo de adesão e a readmissão da mantenedora da universidade punida com a desvinculação.

Segundo o órgão, as alterações têm o objetivo de “ampliar as políticas de inclusão na educação superior, diminuindo a ociosidade na ocupação de vagas antes disponibilizadas, e promover o incremento de mecanismos de controle e integridade e a desburocratização”.

Fonte: Agência Brasil

RECOMENDAMOS

Continue lendo

Destaque

USF inscreve para o Vestibular de Medicina 2022

O Vestibular de Medicina da USF utiliza os resultados obtidos pelo candidato no ENEM dos anos de 2015 a 2020

Publicado

em

por

USF está com inscrições abertas para o Vestibular Social

A Universidade São Francisco (USF) segue com as inscrições abertas para o Vestibular 2022 do Curso de Medicina, até 17 de janeiro de 2022.

USF Vestibular Medicina 2022

Devido ao cenário, decorrente da pandemia da COVID-19, o Vestibular será realizado por meio do aproveitamento dos resultados obtidos pelo candidato no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).

A taxa de inscrição é de R$ 300 e as inscrições podem ser feitas em usf.edu.br/vestibular

Seleção

O Processo Seletivo utiliza os resultados obtidos pelo candidato no ENEM dos anos de 2015 a 2020, sendo considerada, para fins de seleção e classificação. Será avaliada a maior pontuação obtida pelo candidato nos exames dos anos produzidos.

Serão classificados, exclusivamente, os candidatos que preencherem a pontuação final igual ou acima de 2500 pontos e que não terão zerado na redação.

Medicina USF

O Curso de Medicina está localizado no Câmpus Bragança Paulista, mesmo local onde está instalado o Hospital Universitário São Francisco (HUSF), considerado o hospital geral mais importante da região bragantina em razão de suas atividades de alta complexidade, desenvolvimento de pesquisas e intervenções de elevada especialização.

Com ênfase em práticas profissionais desde o primeiro ano, aliando teoria e prática, além do uso de tecnologias facilitadoras da rotina de estudos, o Curso de Medicina da USF é nota máxima no MEC.

Com matriz curricular atualizada e moderna infraestrutura – que compreende espaços como o Centro de Simulação Realística, Centro de Estudos de Anatomia, ampla rede de estágio e inserção na rede básica de saúde -, os estudantes e docentes atuam também em hospitais, unidades básicas de saúde, ambulatórios, unidades de estratégia de saúde da família, entre tantos outros espaços.

Para acompanhar as transformações da profissão e preparar os estudantes para os desafios da carreira, a USF investe em formação contínua para o corpo docente e oferece o Med Experience para os estudantes.

Inscrições em: usf.edu.br/vestibular.

Continue lendo