Siga-nos!

Destaque

Como é calculada a nota do Enem – Método TRI

Publicado

em

O Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) 2019 está chegando. São dois dias de provas: o primeiro no dia 03/11, com 90 questões e uma redação. No dia 10/11, haverá o segundo dia de teste, com mais 90 questões. E, nessa reta final, é comum que os estudantes tenham dúvidas em relação à metodologia da avaliação.

Como é calculada a nota do Enem

Método TRI

O método TRI (Teoria de resposta ao Item) é utilizado pelo Enem desde 2009 e é um dos tópicos que mais causam incertezas entre os estudantes. Dando um exemplo, se dois alunos acertaram 90, no total de 180 questões, provavelmente eles terão notas diferentes. Vinícius Freaza, Diretor de de Inovação Pedagógica da Evolucional, startup de educação baseada em dados, e que aplica o simulado do Enem, explica como isso é possível. Confira:

Como a TRI funciona

A metodologia de avaliação é utilizada em muitas partes do mundo, em exames como o ENEM e o Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB), no Brasil, e o Test of English as a Foreign Language (TOEFL) e o Scholastic Assessment Test (SAT), nos Estados Unidos. Diferente da Teoria Clássica dos Testes (TCT), que segue o princípio de que quanto mais itens um estudante acerta, maior é o seu conhecimento, o TRI tem como base o item, não a totalidade da prova. Ou seja, acertar 50% dos itens em uma avaliação não significa que a proficiência do aluno é igual a 50%: tudo depende de quais foram os itens respondidos.

TRI detecta os “chutes”

Em uma prova de múltipla escolha, sempre é possível o acerto ao acaso, em que o estudante “chuta” uma das alternativas. A TRI leva esse aspecto em conta, com um conceito chamado de coerência pedagógica.

Para ilustrá-la, imagine uma prova com 10 itens, cada um com seus níveis de dificuldade conhecidos, e suponha que dois participantes, “A” e “B”, acertem, ambos, cinco questões cada um. No entanto, esses dois alunos não acertaram as mesmas questões.

Partindo do pressuposto de que o participante “A” acertou as questões mais fáceis e, a partir de um certo nível, passou a errar todas as outras, dizemos que esse é um comportamento esperado e, portanto, pedagogicamente coerente.

No entanto, o participante “B” errou as questões fáceis, mas acertou as mais difíceis da prova. Esse não é um comportamento coerente e podemos supor que os acertos das questões difíceis tenham sido casuais. Esses acertos também contribuirão para o incremento da nota final do Participante “B”, mas em menor medida do que se apresentassem coerência pedagógica, como os acertos do Aluno “A”.

Então é melhor deixar uma questão em branco ou “chutar”?

Uma interpretação equivocada do princípio da coerência pedagógica pode levar à conclusão de que é melhor deixar itens em branco do que escolher uma alternativa.

No entanto, o ENEM não aplica uma penalidade aos estudantes que acertam itens ao acaso: o que ele faz é diminuir a pontuação recebida por esses itens – que, mesmo assim, sempre será mais alta do que se ele tivesse deixado o item sem resposta.

Mitos da TRI

Diferentemente do que muitos acreditam, a nota calculada pelo ENEM em cada área do conhecimento não é um número que varia entre zero e 1000, com exceção da nota de redação, que não usa a TRI.

Na verdade, as notas podem assumir qualquer valor real, mas, dependendo das 45 questões que compõem a prova, cada edição do exame apresenta um nível mínimo e um máximo.

Fazendo uma simplificação didática, dizemos que, por exemplo, se a questão mais fácil da prova for de nível 200, um candidato que errou todas as questões provavelmente tem um nível menor do que 200, mas não podemos afirmar que é zero.

Usando a mesma simplificação para os níveis de proficiência mais altos, se a questão mais difícil da prova tem nível 800, afirmaremos que um candidato que acertou todas os itens da prova atingiu nível 800 ou mais.

Veja, na tabela a seguir, a relação das pontuações máximas e mínimas em algumas edições do ENEM e note que, em 2015, a nota máxima em Matemática extrapolou a marca dos 1000 pontos.

Pontuações máximas e mínimas em algumas edições do ENEM. Fonte: Radar ENEM (radarenem.com.br)

Tenha uma estratégia definida

Para maximizar seus resultados na prova, tenha em mente um plano de ação pré-estabelecido. Por exemplo, comece pelas questões mais fáceis (aquelas em que uma primeira leitura já é suficiente para dar uma boa indicação da resposta correta). Assim, você respeita a coerência pedagógica e, provavelmente, irá acertar as questões mais fáceis.

Deixe as perguntas mais difíceis, em que irá gastar de 10 a 15 minutos, para o final. Isso significa que você terá que ler a prova inteira e escolher os itens que irá resolver primeiro, em vez de simplesmente seguir a ordem em que eles aparecem. Mas o resultado tende a ser muito melhor com essa mudança de estratégia.

Destaque

Revisão para o Enem – 9ª fascículo – Linguagens, Códigos e suas Tecnologias

Já está no ar o nono material de revisão para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021. O tema desta semana é Linguagens, Códigos e suas Tecnologias.

Publicado

em

por

Revisão para o Enem 2021 - SAS Plataforma de Educação

Já está no ar o nono material de revisão para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021. O tema desta semana é Linguagens, Códigos e suas Tecnologias.

Neste novo fascículo do Projeto ENEM, será a vez de estudarmos itens em que são abordados os seguintes assuntos da Língua Portuguesa: funções da linguagem (3,7%) e relações intertextuais (2,8%). Também chegou a hora de estudarmos com questões das línguas estrangeiras. E

Clique aqui para baixar o fascículo (3 MB). Assista abaixo a videoaula com a resolução das questões.

Clique aqui para baixar gratuitamente os materiais anteriores.

Revisão Enem 2021

Serão publicados 17 fascículos e videoaulas com explicação de especialistas, sobre os temas que são mais cobrados no exame (e que poderão cair no Enem 2021).

O canal Revisão para o Enem 2021 é uma parceria do sejabixo! com o SAS Plataforma de Educação.

Continue lendo

Destaque

Vestibular de Medicina Unifase 2022 prorroga inscrições até 30/9

As inscrições estão abertas, disponíveis até o dia 30 de setembro. A prova está marcada para o dia 24 de outubro de 2021.

Publicado

em

por

Seja na área de ficção das séries televisivas, na qual a prática médica ganha cada vez mais destaque, ou na vida real, quando é necessário definir o caminho profissional a ser traçado, não são poucas as pessoas que admiram a Medicina e sonham em exercer a profissão. É muito comum os estudantes relatarem o desejo de seguir a carreira desde a infância, quando bonecas eram utilizadas para dar vida aos primeiros pacientes, no mundo da imaginação. Sendo uma área tão apreciada, o curso mantém a tradição de ser o mais concorrido do país.

No Centro de Simulação Realística da Faculdade de Medicina de Petrópolis (UNIFASE/FMP) são utilizados robôs que respondem como um ser humano às ações praticadas, permitindo que os alunos realizem procedimentos muito próximos à realidade. Foto: Divulgação

“Terminei o ensino médio em 2013 e decidi ingressar na faculdade de comunicação. Me formei e atuei na área até o meio do ano passado, mas sempre tive o sonho de cursar Medicina, o que não foi possível assim que saí da escola. Fiquei muito mexida com o atual cenário de saúde mundial e entendi que o meu lugar era atuando na linha de frente no combate à pandemia, sendo protagonista da minha história como médica. Então, resolvi estudar para o vestibular e ingressar no curso de medicina. Estou realizada, começando neste curso com foco total”, destaca Nathália Silveira, aluna do 1º período da Faculdade de Medicina de Petrópolis (UNIFASE/FMP).

Desde o primeiro período do curso, os estudantes de Medicina são inseridos no dia a dia das comunidades, participando de projetos de extensão e de atividades sociais de promoção da saúde. Foto: Divulgação

Tem o desejo de seguir carreira na área médica? Essa é a oportunidade de estudar em um Centro Universitário que é referência em saúde, com o melhor custo-benefício em Medicina do Rio de Janeiro. O Vestibular da Faculdade de Medicina de Petrópolis (UNIFASE/FMP) é aplicado pela Fundação Cesgranrio. As inscrições estão abertas, disponíveis até o dia 30 de setembro. A prova está marcada para o dia 24 de outubro. Essa será a única oportunidade para aqueles que desejam ingressar no curso de Medicina no ano letivo de 2022. Para se inscrever, ter acesso ao edital, saber mais sobre o campus e o curso, acesse: www.unifase-rj.edu.br ou ligue para (24) 2244-6471 e (24) 98865-7504 (WhatsApp). Os candidatos também podem ingressar no curso através da nota obtida no ENEM de 2019 ou 2020.

O Campus da UNIFASE/FMP está situado em um terreno de 85 mil m², cercado pela Mata Atlântica e próximo ao Centro Histórico de Petrópolis, um convite para os estudos e para quem preza pela qualidade de vida universitária. Foto: Divulgação

“Nossa proposta de ensino é proporcionar aos alunos a melhor experiência na formação médica. Investimos em parcerias nacionais e internacionais com instituições e profissionais renomados, para que os acadêmicos tenham acesso ao intercâmbio de conhecimentos e estejam sempre atualizados com a realidade de atuação na área médica. A instituição possui um importante investimento em cenários reais de aprendizagem onde o aluno, desde o início do curso, é inserido e progressivamente vai adquirindo as competências necessárias à prática médica de excelência, passando por cenários de simulação realística e ambientes controlados, para depois praticar em cenários do mundo real. Com um currículo moderno, enfatizamos o aluno como protagonista de sua aprendizagem com metodologias de ensino de última geração, integrando ensino, pesquisa e extensão ao longo do curso. Um grande diferencial no nosso ensino é o desenvolvimento do aspecto humano do futuro profissional com ênfase no compromisso com as necessidades de saúde da sociedade”, frisa Paulo Sá, coordenador do curso de Medicina da UNIFASE/FMP, de Petrópolis.

No Hospital de Ensino Alcides Carneiro, os estudantes de Medicina da UNIFASE/FMP vivenciam a prática médica, supervisionados por professores de diversas especialidades, inclusive na UTI Neonatal, referência de qualidade na Região Serrana do Rio de Janeiro. Foto: Divulgação

Há mais de 50 anos, a Faculdade de Medicina de Petrópolis (UNIFASE/FMP) forma excelentes profissionais que se destacam aonde quer que exerçam suas atividades. O compromisso com o ensino atualizado e de excelência coloca a UNIFASE/FMP em destaque no cenário nacional, inclusive com o aval de qualidade, nota máxima, do Ministério da Educação.
“A Medicina me encanta desde a infância. Ainda pequeno, eu já tinha certeza de que queria ser médico. Lembro que ia a um otorrinolaringologista em Salvador e ele despertou em mim a admiração pela profissão e a vontade de ajudar ao próximo, através do meu trabalho. Anos depois, vim estudar no Rio de Janeiro. Tive a felicidade de ser aprovado em duas instituições. Escolhi a Faculdade de Medicina de Petrópolis por sua tradição e qualidade ímpar, com a mais moderna tecnologia de ensino e infraestrutura. Estou quase me formando e extremamente realizado”, conta Felipe Freire, aluno do 9º período da Faculdade de Medicina de Petrópolis (UNIFASE/FMP).

Continue lendo

Destaque

Vestibular Fuvest 2022 aceita inscrições até 1/10

Reta final das inscrições para o Vestibular Fuvest 2022, que oferece 8.211 vagas para ingresso na Universidade de São Paulo (USP). 

Publicado

em

por

Divulgado calendário do vestibular Fuvest 2022

Reta final das inscrições para o Vestibular Fuvest 2022, que oferece 8.211 vagas para ingresso na Universidade de São Paulo (USP).

Inscrição no Vestibular Fuvest 2022

Os candidatos poderão realizar as inscrições, até às 12 horas do dia 1º de Outubro, por meio do site https://www.fuvest.br/ e com o pagamento da taxa no valor de R$ 182,00.

Provas

A prova da 1ª Fase está prevista para o dia 12 de dezembro de 2021, enquanto as provas da 2ª Fase serão realizadas nos dias 16 e 17 de janeiro de 2022.

Manual do Candidato

O Manual do Candidato do Vestibular Fuvest 2022 já está disponível para consulta. No material, os candidatos podem conferir os detalhes sobre inscrições, provas da 1ª e 2ª Fase e matrícula, entre outras.

Manual do Candidato - Vestibular Fuvest 2022

Manual do Candidato do Vestibular Fuvest 2022 já está disponível online

Ingresso na graduação da USP

O ingresso para a graduação na USP se dá por meio de seu vestibular próprio, aplicado pela FUVEST, e por meio do SiSU. Para o ingresso em 2022, serão oferecidas 11.147 vagas, distribuídas entre vagas de ampla concorrência (AC), vagas destinadas a alunos egressos de escola pública (EP) e vagas destinadas a alunos pretos, pardos e indígenas oriundos de escolas públicas (PPI).

Continue lendo