Siga-nos!

Notícias dos Vestibulares e Enem

Especialistas pedem mudanças imediatas no SISU

Candidatos do Sisu estão sem referências do que podem escolher como curso e/ou como Universidade e/ou Estado para estudar.

Publicado

em

Quando e que horas abre o Sisu 2021 - 1º Semetre?

Alguns professores, muitos conhecidos na Internet, coordenados pelos Especialista em Redação e ex-apresentador da TV Escola Rômulo Bolívar e pelo Especialista em ENEM e ex-colunista de Educação do Estadão Mateus Prado estão organizando, por todo o País, ações para tentar reverter as mudanças no SISU que estão prejudicando a maioria dos estudantes que fizeram o ENEM e que agora tentam uma vaga em uma Universidade Pública.

A mudança ocorrida no SISU está fazendo com que, nas simulações de notas de corte, os alunos que já passam em sua primeira opção não sejam tirados de suas listas de segunda opção. O “erro” faz com que as notas de corte simuladas sejam, para a maior parte dos cursos, maiores do que elas vão de ser de fato quando o sistema fechar. Elas sobem, artificialmente, devido a duplicação destes alunos no SISU. O grande problema disto é que os estudantes ficam sem referências do que podem escolher como curso e/ou como Universidade e/ou Estado para estudar.

Os Professores estão falando com representantes das Defensorias Públicas de vários Estados para que os estados levem a demanda para a Defensoria Pública da União. Para a Defensoria Pública do Estado de São Paulo foi encaminhado um vídeo com a demanda dos alunos.

O Advogado Ariel de Castro Alves, especialista em Direitos da Infância e Juventude, advogado que orienta o grupo afirmou que “essa duplicidade na classificação do SISU, estabelecida pelo MEC, tem gerado exclusão e graves prejuízos aos estudantes oriundos das escolas públicas, que já foram prejudicados pela suspensão das aulas presenciais durante a pandemia.”

A mudança que o MEC promoveu no SISU fere um direito adquirido pelo aluno, o direito à simulação e à escolha de onde estudar só após ter seu resultado do ENEM. Deixa totalmente disfuncional a função de simulação e a função de escolha que o SISU sempre oferece desde 2010 para milhões de pessoas.

O presidente do Conselho Nacional de Ouvidorias de Defensorias Públicas do Brasil, Willian Fernandes, que na noite de quarta-feira atendeu o advogado e o grupo, disse que “as mudanças no SISU materializam prejuízos concretos aos alunos que integram as camadas mais vulneráveis. É urgente adoção de medidas para evitar a efetivação dos retrocessos.”

RECOMENDAMOS

Destaque

MEC estuda criação da primeira universidade federal digital do país

O Ministério da Educação (MEC) planeja criar uma universidade federal digital para, segundo o ministro Milton Ribeiro, ampliar o acesso dos estudantes de todo o país à rede pública federal de ensino.

Publicado

em

por

O Ministério da Educação (MEC) planeja criar uma universidade federal digital para, segundo o ministro Milton Ribeiro, ampliar o acesso dos estudantes de todo o país à rede pública federal de ensino.

“Queremos criar a primeira universidade federal digital no país e ampliar o acesso a todos”, disse o ministro ao participar, ontem (16), de audiência pública na Comissão de Educação do Senado.

Um documento preliminar do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), organização social vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, de maio deste ano, cita a avaliação de viabilidade da iniciativa entre as metas da Secretaria de Educação Superior (Sesu-MEC) para promover a educação à distância nas instituições federais de ensino superior por meio do programa Reuni Digital.

Hoje, no Senado, o ministro Milton Ribeiro disse que a iniciativa segue o modelo já implementado por outros países e respeita as diretrizes, metas e estratégias definidas no Plano Nacional de Educação (PNE). De acordo com o ministro, o uso das modernas tecnologias de informação podem baratear os custos do ensino de qualidade.

“É isso que temos visto em grandes países que estão desenvolvendo essa ferramenta. Vamos começar com alguns cursos e todos vão poder ter acesso, pois com 400, 500 professores, eu posso atingir a milhões de alunos no país todo, obedecendo às premissas do PNE”, disse o ministro.

O ministro lembrou que, nos últimos anos, o orçamento das universidades federais foi impactado pela crise econômica e, principalmente, pela pandemia da covid-19.

“Quando falamos em diminuição das verbas para as universidades federais, eu concordo plenamente. Vejo que, em um passado não tão distante, o orçamento do ensino federal era muito grande, muito maior do que o que temos hoje”, disse Ribeiro

“Vale dizer que vivemos tempo de guerra, de pandemia”, acrescentou o ministro, enfatizando que, na proposta orçamentária para 2022, o ministério pede ao Congresso Nacional que autorize um aumento de recursos para a pasta.

“A proposta que o Parlamento vai apreciar fala em um aumento mínimo de cerca de 17% para as universidades federais, e de 28% para os institutos federais. Por que isso? Porque temos 69 universidades federais com 281 campi. E 38 institutos, Cetecs [centros educacionais técnicos], além do Dom Pedro II. E esses, juntos, somam 670 campi. Então, além da visão política de dar mais oportunidade à [formação] de mão de obra técnica, o número de campi [do segundo grupo] é muito maior”, comentou Ribeiro.

Fonte: Agência Brasil

RECOMENDAMOS

Continue lendo

Notícias dos Vestibulares e Enem

Vestibular Famerp 2022 abre inscrições para Medicina, Enfermagem e Psicologia

São oferecidas 160 vagas no Vestibular Famerp 2022, sendo 80 para Medicina, 60 para Enfermagem e 20 para Psicologia.

Publicado

em

por

Vestibular Famerp 2022 abre inscrições para Medicina, Enfermagem e Psicologia

Começam hoje, 17, as inscrições para o Vestibular 2022 da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (Famerp).

Vestibular Famerp 2022

Os interessados podem realizar as inscrições no site da Fundação Vunesp (www.vunesp.com.br), até 18 de novembro de 2021.

As provas serão aplicadas nos dias 14 e 15 de dezembro, nas cidades de Bauru, Campinas, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, São José dos Campos e São Paulo.

Sobre a Famerp

A Famerp é uma instituição de ensino superior pública paulista. São oferecidas 160 vagas, sendo 80 para Medicina, 60 para Enfermagem e 20 para Psicologia.

RECOMENDAMOS

Continue lendo

Notícias dos Vestibulares e Enem

Megavestibular da Estácio concede condições especiais para calouros do segundo semestre

Nos dias 17 e 18 de setembro, a Estácio realizará o Megavestibular e os aprovados poderão receber 70% de desconto durante todo o curso.

Publicado

em

por

Estácio lança novo Megavestibular em julho

Nos dias 17 e 18 de setembro, a Estácio realizará o Megavestibular e os aprovados poderão receber 70% de desconto durante todo o curso. São dezenas de opções em cursos de graduação, disponíveis em quatro modalidades de ensino: Presencial; Semipresencial, Digital e Flex. A campanha não é válida para o curso de medicina.

Megavestibular da Estácio

As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas diretamente nas Unidades ou Polos de Ensino Digital, pelo site estacio.br, ou pelos telefones 4003-6767 (Regiões Metropolitanas) ou 0800 880 6767 (Demais regiões).

Os novos estudantes contam ainda com mais um benefício, o seguro educacional que protege os alunos que tenham perdido o emprego. Totalmente sem custos, o benefício garante um crédito de até seis vezes o valor da mensalidade.

Na Estácio os estudantes podem optar entre diversos cursos de graduação como Direito, Nutrição, Psicologia, Educação Física, Pedagogia, Biomedicina, Enfermagem, Administração, entre outros.

RECOMENDAMOS

Continue lendo