Mitos e verdades sobre cursos a distância (graduação EAD)

Cada vez mais populares, os cursos de graduação a distância ainda geram alguma desconfiança em estudantes que estão pensando em qual tipo de curso seguir.

Para ajudar no processo de pesquisa, a coordenadora do Núcleo de Ensino a Distância (Nead) da UniCarioca, Viviana Carvalho, analisa a seguir alguns mitos da graduação a distância, esclarecendo os principais pontos positivos dessa modalidade de estudo. Confira:

Mitos e verdades sobre cursos a distância

1. Quais os principais mitos envolvem o EAD quando o assunto é qualidade de formação?

Um dos principais mitos com relação a EAD é quanto ao diploma: se haverá diferenciação por ser um curso na modalidade a distância. A grande verdade é que o diploma dos cursos presenciais e a distância é o mesmo, não havendo nenhuma observação sobre a modalidade cursada pelo aluno, até porque a qualidade de ambas as modalidades deve ser a mesma.

2. O mercado de trabalho ainda não valoriza o EAD como uma formação de mesmo porte da presencial?

Acredito que atualmente já não há mais preconceito por parte dos recrutadores, tendo em vista que os cursos na modalidade a distância são plenamente equivalentes aos cursos presenciais e não trazem no diploma nenhuma diferenciação. Os alunos dos cursos a distância possuem a mesma formação dos alunos de cursos presenciais. O que parece ainda prevalecer é o desconhecimento do potencial que a modalidade a distância possui.

3. O EAD é mais barato, a relação custo-benefício é real?

Sim, os alunos dos cursos a distância têm os mesmos benefícios de um aluno de cursos presenciais, ou seja, possuem acesso a bibliotecas e laboratórios de ensino, além de contar com o material didático incluso na mensalidade disponível 24 horas por dia no Ambiente Virtual de Aprendizagem. Na UniCarioca, os alunos possuem acesso aos materiais estudados nas disciplinas a distância até o final do seu curso. Além disso, não há necessidade de gastar com deslocamento (passagens, gasolina, estacionamento), tendo em vista que as aulas ocorrem totalmente online, sendo necessário comparecer apenas para a realização das avaliações.

4. Os cursos têm carga horária menor e, por isso, são mais superficiais? Os alunos aprendem menos que em um curso presencial?

A carga horária dos cursos a distância é igual a dos cursos presenciais, não havendo prejuízos ao aprendizado do aluno. Os cursos a distância possuem o mesmo currículo e conteúdos aplicados no ensino presencial garantindo que o aluno tenha sempre a mesma qualidade de ensino. Os alunos dos cursos a distância da UniCarioca recebem semanalmente conteúdos didáticos das disciplinas, como e-books, vídeos, questões e materiais complementares para estudo, exigindo mais dedicação para aprendizagem.

5. É possível fazer qualquer curso a distância?

Atualmente, nem todos os cursos existem na modalidade a distância. Nem todos os cursos da área de saúde, por exemplo, são regulamentados pelo MEC, pois possuem exigências específicas. O aluno precisa ficar atento se o curso escolhido possui laboratórios específicos para ensino. Por exemplo, a UniCarioca possui para o curso de Pedagogia a Brinquedoteca em espaços físico e virtual que permitem ao aluno colocar em prática o que aprendem.

6. Todo o aluno pode se adaptar ao EAD se for bem orientado?

Sim, o ensino a distância é democrático e pode ser cursado por qualquer pessoa que tenha persistência e disciplina para aprender. O mercado de trabalho tem exigido competências que podem ser adquiridas por meio de cursos a distância. A modalidade pode proporcionar aprendizado independente da distância geográfica por utilizar estratégias baseadas na utilização de tecnologias que promovem o ensino sem limite de lugar, hora ou idade dos alunos. Na modalidade a distância, um dos elementos fundamentais é a interação no Ambiente Virtual de Aprendizagem (espaço online onde ocorrem os cursos). Por meio de modernas ferramentas de comunicação, os alunos interagem entre si e com os professores, gerando networking. Neste processo, os alunos são instigados à troca de saberes e expansão dos conhecimentos.

Recomendamos: