Veja o perfil de quem vai fazer o Enem 2019

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 está chegando. Com ele, estudantes de todo o país terão a oportunidade de ingressar no ensino superior de instituições públicas e privadas do Brasil e de Portugal, onde 37 universidades já aceitam os resultados do exame como forma de acesso aos cursos.

Mais de 500 mil pessoas estão envolvidas na elaboração e na aplicação do exame, que é a maior porta de entrada para a educação superior do país.

Clique aqui para ver os detalhes do perfil.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) prepara a aplicação das provas, que vai acontecer nos dias 3 e 10 de novembro, primeiro e segundo domingo do mês. A edição deste ano tem 5.095.382 de inscritos. O número ainda pode subir porque algumas inscrições ainda se encontram em análise de recurso.

Perfil

Neste ano, mais uma vez, a presença feminina é maioria. São 3.031.828 de mulheres inscritas, que representam 59,5% do total. Apesar de o Enem ser um exame destinado a quem terminou ou vai concluir o ensino médio neste ano, chama a atenção a procura de pessoas com mais de 60 anos, quase dez mil inscritos (9.846).

Um contingente significativo de participantes faz as provas como treineiros: 616.673, que equivale a 12,1% dos inscritos. São os estudantes que não irão concluir o ensino médio em 2019, mas que fazem o Enem para experimentar a rotina de candidato, conhecer o formato do conteúdo cobrado no exame e para autoavaliar os conhecimentos.

Do total de participantes, 2.980.502 (58,5%) não precisaram pagar a taxa de inscrição, que neste ano foi de R$ 85. A gratuidade é concedida a três perfis de participantes que precisam comprovar os critérios exigidos no edital. Quem ficou isento no ano passado, mas faltou nos dias de prova de 2018, precisou justificar a ausência para poder fazer o mesmo pedido em 2019.

Recomendamos: