C. Básicas da Saúde Humana - informações sobre mercado de trabalho e descrição da profissão C. Básicas da Saúde Humana

C. Básicas da Saúde Humana

Há possibilidade de qualquer estudante de graduação, das áreas de Ciências Biológicas ou Exatas, se tornar cientista em uma das áreas básicas da saúde humana - Anatomia, Biologia Celular e Molecular, Histologia e Embriologia, Fisiologia e Biofísica, Farmacologia, Imunologia, Microbiologia e Parasitologia.

Trata-se de uma carreira fascinante e indispensável para o desenvolvimento e bem estar da humanidade. Por meio das pesquisas desenvolvidas nessas áreas, além de se ter a idéia cada vez mais exata de como é e como funciona o corpo humano, é possível introduzir novas tecnologias para o combate de enfermidades e também, como os estudos de biotecnologia, contribuir para o aprimoramento da saúde ou aumento da produtividade agroindustrial.

Descobrindo que o estudo de uma dessas áreas é de seu interesse, a melhor maneira do estudante se tornar um cientista é fazer um estágio de Iniciação Científica no Instituto de Ciências Biomédicas (ICB), sob a orientação de um cientista, professor desse Instituto. Nesse estágio, o aluno participará do desenvolvimento de um plano de pesquisa científica e da apresentação, em reuniões científicas, dos resultados obtidos, havendo a possibilidade de obter bolsa subvencionada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) ou pelo Conselho Nacional de Pesquisa (CNPq).

Após concluir seu curso de graduação, o aluno deverá então incorporar-se a um programa de pós graduação do ICB, consolidando o seu aprendizado da metodologia e do rigor científico necessários a um cientista. Terminado o seu Doutorado, um estágio de Pós-Doutorado, no exterior, completará sua formação de cientista, ao mesmo tempo que lhe permitirá o estabelecimento de contatos internacionais, indispensáveis em qualquer área do conhecimento. Tanto seu Doutorado como Pós -Doutorado poderão ser subvencionados por bolsas da FAPESP ou CNPq, após aprovação de seus projetos de pesquisa.

As Universidades, os Institutos de Pesquisa e algumas indústrias constituem o mercado de trabalho dessa profissão, que deve ser cada vez mais valorizada, à semelhança do que ocorre no mundo desenvolvido.

(Fonte: "A Universidade e as Profissões", catálogo da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária da Universidade de São Paulo)

Quer uma Bolsa de Estudo?

Clique aqui e saiba como conseguir uma no Quero Bolsa.

Veja o texto de outras profissões

Faça agora o teste vocacional online e gratuito!

PARTICIPE DO SIMULADÃO ONLINE E PREPARE-SE PARA O VESTIBULAR



RECOMENDAMOS

UNIFENASMauá.. Universidade São Francisco FIPECAFI .. CESVA FAA ISPED .. SL Mandic Fagoc IDP Facens Redentor IMEPAC. Inatel. UNIP