Simulado de Português

1- (PUCRS/2004) No texto, o autor vale-se de conjunções para estabelecer uma relação de ________ entre ________ e ________.

oposição efemeridade permanência
comparação o antigo o moderno
anterioridade passado presente
conseqüência infância idade adulta
tempo fantasia memória

2- (PUCRS/2004) Um escritor sempre poderá encontrar uma forma criativa para expressar algo, sem incorrer em fórmulas desgastadas pelo uso excessivo. Tal, no entanto, NÃO ocorre em

“Na rua, sustento o caule de uma grande rosa negra, que se abre sobre mim na chuva.” (guarda-chuva)
“Aquela andorinha que vai sumindo cada vez mais longe – será mesmo uma andorinha? Ou minha saudade que te mando?” (saudades)
“Você disse que bala mata / bala não mata ninguém / a bala que mais mata / são os olhos de meu bem.” (quadrinha)
“Boião de leite que a noite leva com as mãos de trava para não sei quem beber e que embora levado devagarinho vai derramando pingos brancos pelo caminho.” (lua cheia)
“Tu és o pão que vai matar minha fome, a água que vai saciar minha sede, o sol que aquece minha vida.” (declaração de amor)

3- (PUCRS/2004) A repetição de expressões como "a nível de" e "de repente" ________ o texto. Também ________ na categoria de cacoetes lingüísticos palavras que ________ para encerrar frases: "tá?", "né?", "entende?".

empobrece se enquadram são utilizadas
empobrecem se enquadram são utilizadas
empobrece se enquadra utiliza-se
empobrecem se enquadra se utilizam
empobrece se enquadra utilizam-se

4- (PUCRS/2004) INSTRUÇÃO: Responder às questões de 8 a 10 com base no texto 2.

TEXTO 2

01 Aquele fogão velho, hoje extinto - bota mais
02 lenha, tem feijão cozinhando -, era muito importante
03 na minha casa. Mas ele subsiste, porque as palavras
04 são capazes de atiçar-lhe o fogo. Outro fogo.
05 Imersa no tempo, a casa também se foi. Mas ela
06 não desapareceu. Ainda existem as árvores, aquela
07 taipa velha e bonita, a fonte no canto superior do
08 parreiral. Essas coisas ficaram lá, nos arredores de
09 1950. Porém eu as permaneço através das palavras.

PAN, Alcides. A expressão oral e escrita. Porto Alegre: Audiovisão Prod., 1980

A frase que sintetiza a idéia central do texto é:

As recordações da infância são as que mais marcam o ser humano.
O homem perpetua o transitório mediante a linguagem.
Recordar é viver, repetem com freqüência os saudosistas.
Tudo passa, menos as recordações da infância.
A palavra é o elo que une o passado, o presente e o futuro.

5- (PUCRS/2004) Todas as afirmativas estão corretas, com EXCEÇÃO de:

A frase “Imersa no tempo, a casa também se foi.” (linha 05) pode ser assim reescrita, sem prejudicar o sentido e a correção: “A casa, imersa no tempo, também se foi.” e “A casa também se foi, imersa no tempo”.
Os travessões das linhas 01 e 02 assinalam a intromissão de uma outra voz que não a do narrador.
A passagem “...porque as palavras são capazes de atiçar-lhe o fogo.” (linhas 03 e 04) está empregada em sentido figurado.
O pronome “lhe” tem o mesmo sentido e a mesma função em “capazes de atiçar-lhe o fogo.” (linha 04) e em “A infância traz-lhe tristes lembranças”.
O pronome “as” (linha 09) refere-se a “coisas” (linha 08) que, por sua vez, refere-se a “fogão” (linha 01), “casa” (linha 03), “árvores” (linha 06), “taipa” (linha 07) e “fonte” (linha 07).


RECOMENDAMOS

Anhembi Morumbi FMU Universidade São Francisco Redentor ISPED FECAP Univaço ITPAC Católica-TO
FAQUI FAJOP uniptan FIPECAFI Drummond Drummond Católica-TO EPD IESVAP

ACESSO RÁPIDO

CALENDÁRIO DO VESTIBULAR | TESTE VOCACIONAL ONLINE | SIMULADOS ONLINE | PLANO DE HORÁRIO DE ESTUDOS - PHE | DATAS DO ENEM 2017