Terapia Ocupacional

De início, Terapia Ocupacional era sinônimo de atendimento a portadores de deficiência física e problemas psiquiátricos.

Terapia Ocupacional

Sobre a profissão

Houve, recentemente, uma ampliação de conceito: a Terapia Ocupacional passou a abranger todas a faixas etárias e grupos populacionais considerados marginalizados e estigmatizados. Exemplos: deficientes mentais, visuais, auditivos, menores carentes, idosos e detentos.

O Terapeuta Ocupacional é o profissional que faz uso específico das diversas modalidades de atividade humana como: Teatro, música, dança, artes plásticas, artesanato, jogos e brinquedos, trabalho profissional e auto manutenção, entre outros, com o propósito de manter, promover e recuperar a Saúde. Através da relação entre terapeuta, paciente e atividade a Terapia Ocupacional procura levar o indivíduo a encontrar formas mais gratificantes de vida, seja nos pequenos grupos, seja na sociedade em geral.

Campos de atuação

O mercado de trabalho é composto por todos os serviços de Saúde, Centros de reabilitação, escolas especializadas, ambulatórios e clínicas, centros de Saúde, hospitais gerais e/ou especializados, centros comunitários, presídios, ou quaisquer locais onde se pretenda melhorar a convivência e torná-la mais saudável e produtiva; além de poder trabalhar ainda como docente em cursos de graduação de Terapia Ocupacional e administração de serviços de Saúde.

Bolsa de Estudos

Clique aqui e confira no site do Quero Bolsa faculdades de todo o Brasil que oferecem este curso com Bolsa de Estudos.

Indicações

Recomendamos:

Leave a Reply