Siga-nos!

Notícias dos Vestibulares e Enem

Dicas para aumentar as chances de aprovação no Vestibular Fuvest 2021

Vinicius Haidar, do Curso Poliedro, oferece dicas e recomendações importantes para a conquista de um bom desempenho

Publicado

em

Para ajudar os estudantes na preparação para as provas, Vinicius de Carvalho Haidar, coordenador do Curso Poliedro, oferece dicas e recomendações importantes para a conquista de um bom desempenho no Vestibular Fuvest 2021.

Reconhecidas pelo alto grau de exigência, as provas da Fuvest 2021 acontecem nos dias 10 de janeiro (1ª Fase) e 21 e 22 de fevereiro (2ª Fase), e serão acompanhadas de algumas modificações em decorrência da pandemia.

Pela primeira vez, 50% das vagas de todos os cursos da USP (considerando a distribuição de vagas entre Fuvest e Sisu) serão destinadas aos candidatos de escolas públicas que podem não ter recebido o aparato necessário para o acompanhamento das aulas à distância e nem a preparação adequada para os vestibulares ao longo do ano. Além disso, as provas de habilidades específicas também sofreram modificações. As de artes visuais foram descartadas e as de música e artes cênicas serão realizadas virtualmente.

Dicas Fuvest 2021

Em meio a um ano atípico, de isolamento social, em que o protagonismo, a organização e o empenho dos alunos para manter o bom desempenho nos estudos foram ainda mais necessários, as tensões pré-vestibular podem ser ainda maiores, especialmente quando se fala de Fuvest, um dos vestibulares mais concorridos do País.

As provas são conteudistas e exigem concentração

A Fuvest tem como principal característica ser muito conteudista. Ao contrário do Enem, que busca avaliar a capacidade de interpretação de gráficos, enunciados e textos, a Fuvest mede o nível de conhecimento de cada matéria a partir de trechos curtos e objetivos, assim como a capacidade de concentração e leitura do estudante. Como não determina quantidade específica de questões por matéria, apesar de serem 90 questões, o peso de todas é igual. Assim, dependendo da nota de corte, que varia de acordo com cada curso, um erro pode ser fatal. É preciso estar bem preparado!

Segundo o coordenador Haidar, é uma prova que já traz questões complexas na primeira fase, capazes de desestabilizar o estudante e prejudicar na gestão do tempo. “Se o aluno trava em algum enunciado, pode não ter tempo suficiente de terminar a prova. Um ponto de atenção é que mesmo as questões aparentemente difíceis têm um jeito simplificado de resolver, que geralmente causa a sensação de pegadinhas nos alunos, o que não é o perfil da prova. Eles acham que estão fazendo algo de errado e acabam perdendo a pontuação por complicá-las além do necessário”, diz.

Na 2ª Fase, tenha clareza e seja direto nas respostas

Na 2ª Fase, a prova continua sendo direta e exige respostas concisas. O examinador quer clareza. Se em meio ao texto constarem informações complementares incorretas, o aluno pode perder pontos, mesmo que tenha acertado o que o enunciado pede.

Com relação à divisão por matérias, Matemática tem poucos enunciados, bem objetivos. Física e Química contextualizam um pouco mais as questões e tentam trazer temas da atualidade para a discussão. Geografia cobra conhecimentos mais específicos e atuais e é uma das provas mais difíceis da segunda fase. Já as questões de Português não são tão complexas, sendo que parte delas exige a leitura e compreensão das obras obrigatórias.

Esteja preparado para a Redação

A Redação da Fuvest é considerada a mais difícil e exigente entre todos os vestibulares. A nota tem grande peso, equivalente a 40% da nota final do candidato. A grade de correção é rigorosa e poucos alunos alcançam a pontuação máxima. O texto, em formato dissertativo-argumentativo, requer a defesa de um lado. Não fique em cima do muro, pois isso pode levar à anulação do texto.

A correção é feita em três blocos:

• Adequação ao tema e desenvolvimento argumentativo.

• Estrutura, coesão e coerência.

• Estruturação sintática e tipo de linguagem utilizada no texto (aspectos gramaticais são avaliados rigorosamente).

Não encare as perguntas como pegadinhas

Segundo Haidar, o aluno bem preparado pode ter problemas com a falta ou o excesso de atenção aos detalhes. “Às vezes, o estudante sabe tão bem a matéria que quando lê uma questão tende a complicá-la. Questões fáceis são vistas como pegadinhas e isso pode induzir ao erro. Por outro lado, quando acha a questão muito fácil e deixa de se ater aos detalhes, também pode acabar errando a questão”, afirma o coordenador. Para evitar correr riscos, uma recomendação é ler atentamente os enunciados, grifando-os e anotando todos os seus comandos.

Estabeleça um plano de estudos e não atropele matérias

Organize suas atividades extracurriculares, selecione horários de estudo para cada uma das matérias e dedique-se mais àquelas nas quais você tem dificuldade. Estudar com base em versões anteriores da prova também pode ser um bom método. O recomendado é que faça suas revisões um mês antes do vestibular, assim, garante que já viu todo o conteúdo em sala de aula e pode ter melhor desempenho. O ideal é que sigam o cronograma ministrado pelo professor semanalmente sem deixar acumular matérias.

Esteja psicologicamente preparado

Conversar com os amigos e com profissionais de orientação educacional pode ajudar bastante, assim como praticar atividades físicas. Organize sua agenda incluindo alguma delas de forma regular. Os momentos de descontração devem estar presentes na sua vida também! Na véspera da prova, confie no estudo e nas estratégias desenvolvidas ao longo do ano. Pense positivo para reduzir a ansiedade, passe o dia com as pessoas de quem gosta e tenha uma boa noite de sono.

No dia da prova, crie uma estratégia que o ajude a obter pontos

Administre o tempo de forma a garantir que fará todas as questões. Procure separar os itens em fáceis, médios e difíceis, de acordo com seus conhecimentos, e vá resolvendo as questões a partir das mais simples. Ao se deparar com uma questão que não consegue resolver, deixe para respondê-la no final, quando as questões que você sabe já estiverem garantidas. Lembre-se de que precisa separar tempo para preencher o gabarito.

Não se esqueça dos itens essenciais para a realização da prova

Separe com antecedência o documento de identidade, item obrigatório em todas as provas, a caneta esferográfica azul, lápis, borracha e régua. Na segunda fase, materiais especiais como compasso, transferidor e esquadro podem ser requisitados. Nesta edição da prova, os candidatos deverão usar máscara, que somente deverá ser retirada para a realização do procedimento de reconhecimento facial.

Estudo do Sistema de Ensino Poliedro mostra temas recorrentes na Fuvest

Para auxiliar os alunos na preparação para os grandes vestibulares do País, o Sistema de Ensino Poliedro desenvolve anualmente os Cadernos de Revisão, materiais elaborados a partir de estudos sobre os últimos vestibulares e que ajudam os estudantes das unidades sedes e escolas parceiras do Poliedro a entenderem as alterações sofridas pelas provas ao longo dos anos.

Confira a seguir uma lista com os três temas mais recorrentes por matéria no vestibular da Fuvest:

RECOMENDAMOS

Destaque

Brasil tem maior conjunto de fintechs da América Latina, tema é foco em estudos da ESEG – Faculdade do Grupo Etapa

O Núcleo de Economia e Finanças e a matriz curricular voltada para tecnologia incentivam pesquisa em startups financeiras

Publicado

em

por

Fintechs, startups de tecnologia financeira, ajudam consumidores, empreendedores e empresas no gerenciamento de rotinas de serviços financeiros com a automatização dessas demandas. Como o conceito vem ganhando cada vez mais destaque, na ESEG – Faculdade do Grupo Etapa estudantes realizaram seus Trabalhos de Graduação (TGs) para identificar os impactos que as fintechs possuem em bancos tradicionais.

Essa visibilidade no Brasil é comprovada pelo relatório 2021 Global Fintech Rankings, no qual o país obteve resultado como o maior da América Latina com relação ao conjunto de fintechs. Além disso, o estudo aponta que ao todo são 108 fintechs brasileiras consideradas unicórnios – avaliadas acima de US$ 1 bilhão.

Um dos pontos que cooperou para o funcionamento da fintechs foi a oficialização pelo Banco Central do Brasil da Resolução CMN nº 4.656 em 2018, uma regulamentação dessas empresas para empréstimos e financiamentos. Além dos serviços convencionados, como: conta digital, cartão de crédito e débito, seguro, controle financeiro e investimento.
O fato da maioria dessas startups permitir o controle dos serviços financeiros por meio de smartphones e internet, sem que o cliente precise ir a um local físico, é um dos motivos de concorrer com bancos e corretoras convencionais. Outro fator, é o custo operacional abaixo da média ou até inexistente.

A transformação dos bancos tradicionais para o cenário digital foi tema de dois TGs da ESEG em 2020 e 2021, pelos já formados Lucas Henrique Araújo e Matheus Santos em Engenharia de Produção. Ambos estudaram os impactos das fintechs na atuação dos bancos tradicionais com relação a mudanças na estrutura e no posicionamento. Lucas analisou o caso do Banco Itaú e Banco Inter, já Matheus, comparou o Banco Itaú com a plataforma de serviços financeiros PagSeguro.

A ESEG – Faculdade do Grupo Etapa está com inscrições abertas para o processo seletivo do 1º semestre de 2022, para os cursos de Administração, Direito, Economia, Engenharia de Computação e Engenharia de Produção. Tanto no vestibular quanto com a utilização da nota do Enem, o candidato pode conquistar uma bolsa de estudo válida até o fim da graduação.

Serviço

Processo Seletivo ESEG 2022 – 1º Semestre

Cursos: Administração, Economia, Direito, Engenharia de Computação e Engenharia de Produção
Provas digitais

16/12/2021, às 18h – Inscrições até as 23h59 de 15/12/2021

18/12/2021, às 9h – Inscrições até as 14h de 17/12/2021

Prova presencial

29/01/2022, às 13h – Inscrições até as 14h de 28/01/2022

Taxas

Vestibular: R$ 45,00
Enem: isento
Inscrição e mais informações: eseg.edu.br/vestibular2022

RECOMENDAMOS

Continue lendo

Destaque

Presidente altera legislação do Programa Universidade para Todos – Prouni

As alterações no Prouni têm o objetivo de ampliar as políticas de inclusão na educação superior

Publicado

em

por

Resultado da Lista de Espera do Prouni 2021.2

O presidente Jair Bolsonaro assinou, na última segunda-feira (6), medida provisória (MP) que altera o Programa Universidade para Todos (Prouni), que concede bolsas de estudo integrais e parciais em faculdades particulares. A MP foi publicada ontem (7) no Diário Oficial da União.

De acordo com a Secretaria-Geral da Presidência, a medida busca ampliar o acesso a estudantes egressos do ensino médio privado que fizeram o curso com bolsas parciais. Na seleção, também está incluída a possibilidade de dispensa de apresentação do documento que comprovem a renda familiar e a situação de pessoas com deficiência, quando as informações estiverem disponíveis em bancos de dados de órgãos do governo.

Além disso, houve alteração na reserva de cotas destinadas a negros, povos indígenas e pessoas com deficiência. Com a medida, o percentual de pretos, pardos ou indígenas e pessoas com deficiência será considerado de forma isolada, e não mais em conjunto.

A MP também prevê a inclusão de penalidade de suspensão imposta para quem descumpre as obrigações assumidas no termo de adesão e a readmissão da mantenedora da universidade punida com a desvinculação.

Segundo o órgão, as alterações têm o objetivo de “ampliar as políticas de inclusão na educação superior, diminuindo a ociosidade na ocupação de vagas antes disponibilizadas, e promover o incremento de mecanismos de controle e integridade e a desburocratização”.

Fonte: Agência Brasil

RECOMENDAMOS

Continue lendo

Destaque

USF inscreve para o Vestibular de Medicina 2022

O Vestibular de Medicina da USF utiliza os resultados obtidos pelo candidato no ENEM dos anos de 2015 a 2020

Publicado

em

por

USF está com inscrições abertas para o Vestibular Social

A Universidade São Francisco (USF) segue com as inscrições abertas para o Vestibular 2022 do Curso de Medicina, até 17 de janeiro de 2022.

USF Vestibular Medicina 2022

Devido ao cenário, decorrente da pandemia da COVID-19, o Vestibular será realizado por meio do aproveitamento dos resultados obtidos pelo candidato no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).

A taxa de inscrição é de R$ 300 e as inscrições podem ser feitas em usf.edu.br/vestibular

Seleção

O Processo Seletivo utiliza os resultados obtidos pelo candidato no ENEM dos anos de 2015 a 2020, sendo considerada, para fins de seleção e classificação. Será avaliada a maior pontuação obtida pelo candidato nos exames dos anos produzidos.

Serão classificados, exclusivamente, os candidatos que preencherem a pontuação final igual ou acima de 2500 pontos e que não terão zerado na redação.

Medicina USF

O Curso de Medicina está localizado no Câmpus Bragança Paulista, mesmo local onde está instalado o Hospital Universitário São Francisco (HUSF), considerado o hospital geral mais importante da região bragantina em razão de suas atividades de alta complexidade, desenvolvimento de pesquisas e intervenções de elevada especialização.

Com ênfase em práticas profissionais desde o primeiro ano, aliando teoria e prática, além do uso de tecnologias facilitadoras da rotina de estudos, o Curso de Medicina da USF é nota máxima no MEC.

Com matriz curricular atualizada e moderna infraestrutura – que compreende espaços como o Centro de Simulação Realística, Centro de Estudos de Anatomia, ampla rede de estágio e inserção na rede básica de saúde -, os estudantes e docentes atuam também em hospitais, unidades básicas de saúde, ambulatórios, unidades de estratégia de saúde da família, entre tantos outros espaços.

Para acompanhar as transformações da profissão e preparar os estudantes para os desafios da carreira, a USF investe em formação contínua para o corpo docente e oferece o Med Experience para os estudantes.

Inscrições em: usf.edu.br/vestibular.

Continue lendo