Siga-nos!

Destaque

Entenda como é feita a correção do Enem

O Enem utiliza um sistema de correção chamado teoria de resposta ao item (TRI), conhecido como um método antichute.

Publicado

em

Reabertura das inscrições do Enem 2021. Quem pode participar?

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começou a ser aplicado no último domingo (21) para estudantes de todo o país. Ele terá sequência no próximo domingo (28). Apenas depois do fim da aplicação o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) irá divulgar o gabarito oficial e os Cadernos de Questões. A previsão é que a divulgação ocorra no dia 1º de dezembro.

O Enem utiliza um sistema de correção chamado teoria de resposta ao item (TRI), conhecido como um método antichute. Mesmo com o gabarito em mãos, não é possível saber a pontuação final do exame. Explicações detalhadas do cálculo da nota do Enem estão disponíveis no Guia do Participante do Enem 2021.

Na prova objetiva do Enem, a nota não é calculada levando-se em conta somente o número de questões corretas, mas também a coerência das respostas do participante ao conjunto das questões que formam a prova. A TRI estima a dificuldade das questões e avalia o conhecimento dos participantes. Assim, estudantes com o mesmo número de acertos da prova poderão ter notas diferentes.

Provas

Nesse domingo (21), os estudantes fizeram as provas de linguagens, ciências humanas e redação. No próximo domingo, eles resolverão, em cinco horas, as questões de ciências da natureza e de matemática. Com exceção da redação, todas são provas objetivas, de múltipla escolha. Cada uma com 45 questões.

Na hora da correção, a TRI vai levar em consideração a coerência da prova, ou seja, é esperado que um estudante que acerte questões muito difíceis, acerte também as muito fáceis. Se isso não acontecer, o sistema pode entender que ele chutou a questão e, por isso, ele pontuará menos nessa questão do que candidatos que tenham mantido certa coerência esperada.

Modelo matemático

As questões do Enem são escolhidas a partir do Banco Nacional de Itens (BNI), acervo de questões que é frequentemente abastecido com novas questões. Cada questão é testada antecipadamente com um grupo de estudantes e classificada de acordo com a dificuldade. Por causa disso, é possível compor várias provas do Enem, com temas diferentes, mas com o mesmo nível de dificuldade.

Segundo o Inep, o modelo matemático da TRI usado no Enem considera três parâmetros:

*Parâmetro de discriminação: poder de discriminação que cada questão possui para diferenciar os participantes que dominam dos participantes que não dominam a habilidade avaliada naquela questão.

*Parâmetro de dificuldade: associado à dificuldade da habilidade avaliada na questão, quanto maior seu valor, mais difícil é a questão. Ele é expresso na mesma escala da proficiência. Em uma prova de qualidade, devemos ter questões de diferentes níveis de dificuldade para avaliar adequadamente os participantes em todos os níveis de conhecimento.

* Parâmetro de acerto casual: em provas de múltipla escolha, um participante que não domina a habilidade avaliada em uma determinada questão da prova pode responder corretamente a um item devido ao acerto casual. Assim, esse parâmetro representa a probabilidade de um participante acertar a questão não dominando a habilidade exigida.

Outra característica da TRI é não ter um limite inferior ou superior padrão entre as áreas de conhecimento. Isso significa que as proficiências dos participantes não variam entre zero e mil. Os valores máximos e mínimos de cada prova dependerão das características dos itens selecionados. No Enem, somente a prova de redação tem um valor máximo (mi)l, já que o processo de correção é diferente.

Enem 2021

O Enem reúne mais de três milhões de estudantes em todo o país, tanto na versão impressa quanto na versão digital. O exame seleciona estudantes para vagas do ensino superior público, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para bolsas em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni), e serve de parâmetro para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Os resultados também podem ser usados para ingressar em instituições de ensino portuguesas que têm convênio com o Inep.

Destaque

Sisu 2022.2 oferecerá mais de 65 mil vagas – Inscrições começam em 28/6

As inscrições serão abertas em 28 de junho e podem ser realizadas até as 23h59 do dia 1º de julho.

Publicado

em

por

MEC publica edital para segunda edição do Sisu de 2022

O Ministério da Educação informou que a segunda edição de 2022 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) oferecerá 65.932 vagas para ingresso em 73 instituições públicas de ensino superior. São mais de 2 mil cursos de graduação. As inscrições serão abertas em 28 de junho e podem ser realizadas até as 23h59 do dia 1º de julho.

Os 10 cursos com as maiores ofertas de vagas são, nesta ordem: pedagogia, administração, matemática, ciências biológicas, química, direito, física, medicina, engenharia civil e engenharia elétrica. O total de cursos de graduação com oferta de vagas é de 2.043. Só para medicina são ofertadas 1.583 vagas.

No portal Acesso Único já é possível consultar as vagas ofertadas por modalidade de concorrência, cursos e turnos, instituições e localização dos cursos. Os estados que mais oferecem vagas são o Rio de Janeiro, com 13.249; Minas Gerais, com 8.655; Paraná, com 6.692; e Bahia, com 5.968.

Entre as instituições com mais vagas ofertadas estão Universidade Tecnológica Federal do Paraná, a Universidade Federal Fluminense, a Universidade Federal do Rio de Janeiro, a Universidade Federal do Maranhão e a Universidade Estadual da Paraíba.

O Sisu é o processo seletivo pelo qual estudantes concorrem a vagas de instituições públicas de ensino superior a partir da nota no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Para participar desta edição do Sisu, o estudante precisa ter feito o Enem de 2021, obtido nota superior a zero na prova de redação, e não ter participado do Enem na condição de treineiro.

Fonte: Agência Brasil

Continue lendo

Destaque

Vestibular de Medicina USF segue com inscrições abertas até 29 de junho

O processo seletivo será feito exclusivamente por meio do aproveitamento dos resultados obtidos pelo candidato no ENEM

Publicado

em

por

A Universidade São Francisco (USF) está com inscrições abertas para o Curso de Medicina, com ingresso para o 2º semestre de 2022. O processo seletivo será feito exclusivamente por meio do aproveitamento dos resultados obtidos pelo candidato no Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM, nos anos de 2015, 2016, 2017, 2018, 2019, 2020 ou 2021, sendo considerada a maior pontuação obtida pelo candidato nessas edições de avaliação.

Vestibular de Medicina USF 2022/2

As inscrições vão até 29 de junho e podem ser feitas no site: usf.edu.br/vestibular.

Serão classificados, exclusivamente, os candidatos que preencherem a pontuação final igual ou acima de 2500 pontos e que não tenham zerado na redação do Enem. O resultado será publicado no dia 5 de julho de 2022. O ingresso ocorrerá no 2º semestre de 2021.

Sobre o Curso de Medicina

O Curso de Medicina está localizado no Câmpus Bragança Paulista, mesmo local onde está instalado o Hospital Universitário São Francisco (HUSF), considerado o hospital geral mais importante da região bragantina em razão de suas atividades de alta complexidade, desenvolvimento de pesquisas e intervenções de elevada especialização.

Com ênfase em práticas profissionais desde o primeiro ano, aliando teoria e prática, valorizando uma flexibilidade do processo de formação individual e orientando para o protagonismo estudantil, além do uso de tecnologias como facilitadora da rotina de estudos, assim como a disponibilidade de ambientes virtuais de aprendizagem, o Curso de Medicina da USF é nota máxima no MEC.

Com matriz curricular atualizada e moderna infraestrutura que compreende espaços como o Centro de Simulação Realística, Centro de Estudos de Anatomia, ampla rede de estágio e inserção na rede básica de saúde, os estudantes e docentes atuam também em hospitais, unidades básicas de saúde, ambulatórios, unidades de estratégia de saúde da família, entre tantos outros espaços.

Para acompanhar as transformações da profissão e preparar os estudantes para os desafios da carreira, a USF investe em formação contínua para o corpo docente e oferece o Med Experience para os estudantes

Inscrições em: usf.edu.br/vestibular

Continue lendo

Destaque

Vestibular UNIP está com as inscrições abertas para o 2º semestre

O Vestibular UNIP 2º semestre oferece ensino Presencial, Digital (EAD) e Flex. O manual do vestibular e a taxa de inscrição são gratuitos.

Publicado

em

por

Inscrições abertas para o Vestibular UNIP 2022

A UNIP oferece ensino Presencial, Digital (EAD) e Flex. O manual do vestibular do 2º semestre e a taxa de inscrição são gratuitos. São 27 campi distribuídos em SP (capital e interior do estado), em Goiânia, Brasília e Manaus, além de centenas de polos de Educação a Distância em todo o Brasil.

UNIP Vestibular 2022 – 2º Semestre

Estão abertas as inscrições para o Processo Seletivo do 2º semestre de 2022 da Universidade Paulista – UNIP. O ingresso se dá por meio de prova on-line, pela segunda graduação, por transferência e, ainda, com uso da nota no ENEM. Todas as formas de ingresso podem render descontos nas mensalidades.

Clique aqui para fazer sua inscrição agora!

O manual do processo seletivo e a taxa de inscrição são gratuitos e, para atender a todos os perfis de estudantes, a UNIP oferece as modalidades Presencial, Digital (ou EAD) e Flex.

No ensino presencial, pelo menos, 60% da carga horária são ministrados em salas de aulas, laboratórios ou clínicas.

No Digital (ou EAD), 100% da carga horária (exceto as práticas) são ministradas a distância, on-line, com metodologias diversas, permitindo ao aluno estudar onde e quando quiser.

A modalidade Flex, como o próprio nome indica, é uma flexibilização do EAD, com um percentual da carga horária ministrado em sala de aula.

Os valores são acessíveis, a matrícula é R$ 49,00 (exceto para Graduação em Medicina, Medicina Veterinária e Odontologia e para cursos de Pós-Graduação) e as mensalidades variam a partir de R$ 131,51.

Por que estudar na UNIP?

Pela 8ª vez consecutiva, a UNIP tem a preferência dos que contratam em todo o país, segundo o Ranking Universitário Folha (RUF).

Está entre as cinco instituições de ensino mais procuradas em todo o mundo no Linkedin.

É cadastrada no ProUni, FIES, Escola da Família e na Organização das Voluntárias de Goiás (OVG).

É parceira do programa Pravaler para a concessão de financiamentos privados.

Concede descontos especiais por meio de convênios.

Possui acordos de cooperação técnica com empresas para a concessão de descontos para funcionários e seus dependentes.

Oferece mais de 80 cursos na Graduação Tradicional e Tecnológica, presenciais e à distância.

São mais de 900 polos de Educação a Distância, que cobrem todo o território nacional, dos grandes centros aos mais longínquos municípios.

Mantém cooperação com mais de 100 instituições e agências internacionais de ensino, proporcionando, assim, inúmeras oportunidades de bolsas de estudos no exterior.

Acesse o site www.unip.br e conheça a gama de conhecimentos que a Universidade Paulista oferece.

CAMPI da UNIP:

Grande SP: Alphaville, Anchieta, Chácara Santo Antônio, Cidade Universitária/Marginal Pinheiros, Indianópolis, Marquês, Norte, Paraíso/Vergueiro, Paulista, Pinheiros e Tatuapé

Interior (SP): Assis, Araçatuba, Araraquara, Bauru, Campinas, Jundiaí, Limeira, Ribeirão Preto, Santos, São José do Rio Pardo, São José do Rio Preto, São José dos Campos e Sorocaba

Outros Estados: Distrito Federal (Brasília), Goiânia e Manaus

Central de Informações: 0800 010 9000

Site: www.unip.br

Continue lendo