Siga-nos!

Destaque

FUVEST renova sua lista de leituras obrigatórias para o vestibular 2026 – 2029

Novas obras literárias propostas entre os exames de 2026 e 2028 trazem apenas autoras

Publicado

em

Gabarito Vestibular Fuvest 2023 - Lista de Aprovados USP

A FUVEST renova sua lista de leituras obrigatórias para o vestibular, apresentando, inclusive, uma nova lista para 2026, em lugar daquela que fora publicada anteriormente. A nova lista é composta somente por mulheres autoras de língua portuguesa entre as edições de 2026 e 2028 do exame, contemplando as escritoras brasileiras e estrangeiras Clarice Lispector, Conceição Evaristo, Djaimilia Pereira de Almeida, Julia Lopes de Almeida, Lygia Fagundes Telles, Narcisa Amália, Nísia Floresta, Paulina Chiziane, Rachel de Queiroz e Sophia de Mello Breyner Andresen.

A renovação se justifica pela necessidade de se valorizar o papel das mulheres na literatura, não apenas como personagens, mas como autoras. “Muitas delas foram alvo de décadas de invisibilidade pelo fato de serem mulheres”, ressalta a presidente do Conselho Curador da FUVEST e Vice-Reitora da USP, Maria Arminda do Nascimento Arruda. Aluísio Cotrim Segurado, Pró-Reitor de Graduação da USP e membro do Conselho da Fundação, acrescenta: “é uma mudança corajosa, necessária, mas que não se afasta da qualidade que a lista da FUVEST sempre teve”.

A partir de 2029, autores da literatura brasileira e de língua portuguesa voltam a aparecer na lista: Machado de Assis, Érico Veríssimo e Luís Bernardo Honwana foram os escolhidos. Este será um ano em que a lista conterá quatro obras escritas por autoras e autores negros. Além disso, Incidente em Antares, de Érico Veríssimo, foi uma obra escolhida por se tratar de um representante da literatura fantástica, uma novidade no vestibular.

Treine com simulados Online. Clique aqui e resolva agora!

Segundo Gustavo Ferraz de Campos Monaco, Diretor Executivo da FUVEST, a escolha pelo predomínio de autoras mulheres na nova lista não nega a literatura feita por homens, que é e continuará a ser essencial: “trata-se, antes, de trazer a público e valorizar o que, muitas vezes, ainda não se conhece, e de destacar a importância das mulheres no cânone, em diferentes períodos históricos, nos mais variados gêneros literários, com perspectivas diversas. Esta é, assim, uma lista que posiciona a literatura como uma ferramenta de reflexão e transformação social”.

Para Monaco, ainda, o fato de a nova lista apresentar obras a partir do período do Romantismo em diante não impactará a maioria dos candidatos que prestarão o vestibular pela primeira vez na edição de 2026: “esses estudantes estão terminando o primeiro ano, fase em que a análise literária escolar costuma avançar até o Arcadismo. Romantismo e Realismo são os principais movimentos literários analisados no segundo ano do ensino médio e, assim, as escolas terão tempo de introduzir essas obras ainda no curso de 2024”.

As autoras escolhidas:

• Nísia Floresta (1810-1885)

Nísia Floresta Brasileira Augusta foi o pseudônimo escolhido por Dionísia Gonçalves Pinto, considerada a primeira educadora e jornalista feminista do Brasil. Nascida no Rio Grande do Norte, essa escritora em prosa e verso denunciou também as injustiças cometidas contra os negros escravizados e os indígenas brasileiros.

• Narcisa Amália (1852-1924)

Narcisa Amália de Campos foi uma educadora, poetisa e jornalista brasileira – primeira mulher a trabalhar profissionalmente como jornalista no Brasil. Dona de uma das poucas vozes femininas de sua época a trabalhar a ideia de identidade nacional, foi também antiescravista e republicana. Sua obra mereceu comentários elogiosos de Machado de Assis e de Pedro II.

• Julia Lopes de Almeida (1862-1934)

Escritora, cronista e teatróloga, Júlia Lopes de Almeida foi uma das idealizadoras da Academia Brasileira de Letras, de cuja lista de fundadores foi posteriormente excluída para manter a Academia exclusivamente masculina. Em seu lugar, foi incluído o nome do poeta português Filinto de Almeida, seu marido, popularmente conhecido como o “acadêmico consorte”. Também foi uma das precursoras da literatura infantil no Brasil.

• Rachel de Queiroz (1910-2003)

Primeira mulher a ingressar na Academia Brasileira de Letras e a receber o Prêmio Camões, Rachel de Queiroz é uma autora de destaque da literatura social nordestina. Extremamente hábil na análise psicológica de seus personagens, a autora estreou na literatura aos 19 anos.

• Sophia de Mello Breyner Andresen (1919-2004)

Poetisa, contista e escritora de literatura infantil, Sophia de Mello Breyner Andresen foi proveniente de uma família de origem aristocrática portuguesa. Acreditava que a poesia representava um valor transformador fundamental e que era algo que lhe acontecia, como afirmara antes dela Fernando Pessoa. Foi agraciada com o Prêmio Camões, tendo sido a segunda mulher a recebê-lo.

• Clarice Lispector (1920-1977)

De origem ucraniana, Chaya Pinkhasivna Lispector emigrou para o Brasil em 1922 com seus familiares em razão da perseguição sofrida pelos judeus ucranianos em sua terra natal. A romancista e contista apresenta, em sua obra, traços bastante específicos como a ruptura com a narrativa factual, o uso intenso de um fluxo de consciência na escrita e o uso intenso de metáforas insólitas, como sublinhou Alfredo Bosi.

• Lygia Fagundes Telles (1918-2022)

Lygia Fagundes Telles destacou-se como contista, embora tenha sido, também, uma importante romancista. Membro da Academia Brasileira de Letras, foi a segunda brasileira laureada com o Prêmio Camões e foi reconhecida, ainda em vida, como uma escritora primorosa por seus pares nacionais e internacionais, que a alcunharam “a grande dama da literatura brasileira”.

• Conceição Evaristo (1946- )

Poeta, contista e romancista brasileira, Maria da Conceição Evaristo de Brito aborda em suas obras temas de grande relevo social, como a discriminação racial, de gênero e social, sendo considerada uma importante representante do movimento Pós-Modernista no Brasil. Professora universitária, Conceição Evaristo tomou posse, em 2022, como responsável pela Cátedra Olavo Setúbal de Arte, Cultura e Ciência do Instituto de Estudos Avançados da USP. Cunhou a expressão escrevivência para descrever o processo criativo de sua obra.

• Paulina Chiziane (1955- )

Moçambicana, nascida no subúrbio de Maputo, Paulina Chiziane iniciou, mas não concluiu, o curso universitário de Letras (linguística). Com uma atuação política destacada em seu país durante o período da independência, a autora se afastou da política e passou a se dedicar à literatura, passando a viver na província de Zambézia, para onde se retirou ao se afastar da política. Primeira mulher a publicar um romance em Moçambique, foi também a primeira mulher africana agraciada com o Prêmio Camões.

• Djaimilia Pereira de Almeida (1982- )

Ana Djaimilia dos Santos Pereira de Almeida Brito é a pessoa mais jovem a figurar na lista de leitura obrigatória da FUVEST. Nascida em Angola, a autora passou boa parte de sua vida em Portugal, onde se licenciou em Estudos Portugueses e obteve o título de Doutora em Teoria da Literatura. Atualmente, é Professora da New York University. Foi vencedora do Prêmio Oceanos, tendo sido finalista em outras oportunidades.

Obras de leitura obrigatória Vestibular Fuvest 2026-2029

Os destaques referem-se às obras novas em cada ano em comparação com a lista do ano anterior.

2026

  • Opúsculo Humanitário (1853) – Nísia Floresta
  • Nebulosas (1872) – Narcisa Amália
  • Memórias de Martha (1899) – Julia Lopes de Almeida
  • Caminho de pedras (1937) – Rachel de Queiroz
  • O Cristo Cigano (1961) – Sophia de Mello Breyner Andresen
  • As meninas (1973) – Lygia Fagundes Telles
  • Balada de amor ao vento (1990) – Paulina Chiziane
  • Canção para ninar menino grande (2018) – Conceição Evaristo
  • A visão das plantas (2019) – Djaimilia Pereira de Almeida

2027

  • Opúsculo Humanitário (1853) – Nísia Floresta
  • Nebulosas (1872) – Narcisa Amália
  • Memórias de Martha (1899) – Julia Lopes de Almeida
  • Caminho de pedras (1937) – Rachel de Queiroz
  • A paixão segundo G. H. (1964) – Clarice Lispector
  • Geografia (1967) – Sophia de Mello Breyner Andresen
  • Balada de amor ao vento (1990) – Paulina Chiziane
  • Canção para ninar menino grande (2018) – Conceição Evaristo
  • A visão das plantas (2019) – Djaimilia Pereira de Almeida

2028

  • Conselhos à minha filha (1842) – Nísia Floresta
  • Nebulosas (1872) – Narcisa Amália
  • Memórias de Martha (1899) – Julia Lopes de Almeida
  • João Miguel (1932) – Rachel de Queiroz
  • A paixão segundo G. H. (1964) – Clarice Lispector
  • Geografia (1967) – Sophia de Mello Breyner Andresen
  • Balada de amor ao vento (1990) – Paulina Chiziane
  • Canção para ninar menino grande (2018) – Conceição Evaristo
  • A visão das plantas (2019) – Djaimilia Pereira de Almeida

2029

  • Conselhos à minha filha (1842) – Nísia Floresta
  • Nebulosas (1872) – Narcisa Amália
  • D. Casmurro (1899) – Machado de Assis
  • João Miguel (1932) – Rachel de Queiroz
  • Nós matamos o cão tinhoso! (1964) – Luís Bernardo Honwana
  • Geografia (1967) – Sophia de Mello Breyner Andresen
  • Incidente em Antares (1970) – Érico Veríssimo
  • Canção para ninar menino grande (2018) – Conceição Evaristo
  • A visão das plantas (2019) – Djaimilia Pereira de Almeida

DICAS NO SEU EMAIL

Receba gratuitamente as últimas notícias dos vestibulares e dicas para o Enem no seu email! Clique aqui e cadastre-se!

RECOMENDAMOS

Destaque

USF está com inscrições abertas para o Vestibular em Medicina

Para concorrer a uma das vagas, o candidato pode utilizar a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), de 2015 até 2023

Publicado

em

por

Vestibular de Medicina USF 2025

A Universidade São Francisco (USF) está com inscrições abertas para o vestibular do Curso de Medicina até 05 de agosto de 2024. Com ingresso para o 2º semestre. A taxa de inscrição é de R$ 400 e as inscrições podem ser feitas em usf.edu.br/vestibular.

Para concorrer a uma das vagas, o candidato pode utilizar a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), de 2015 até 2023, sendo considerada, para fins de seleção e classificação.

Serão classificados, exclusivamente, os candidatos que preencherem a pontuação final igual ou acima de 2500 pontos e que não tenham zerado na redação. O resultado será publicado no dia 07 de agosto. As matrículas vão até 28 de agosto.

Vestibular de Medicina USF

Treine com simulados Online. Clique aqui e resolva agora!

Com ênfase em práticas profissionais desde o primeiro ano, aliando teoria e prática, valorizando uma flexibilidade do processo de formação individual e orientando para o protagonismo estudantil, além do uso de tecnologias como facilitadora da rotina de estudos, assim como a disponibilidade de ambientes virtuais de aprendizagem, o Curso de Medicina da USF é nota máxima no MEC, com mais de 50 anos de história.

Com matriz curricular atualizada e moderna infraestrutura que compreende espaços como o Centro de Simulação Realística, Centro de Estudos de Anatomia, ampla rede de estágio e inserção na rede básica de saúde, os estudantes e docentes atuam também em hospitais, unidades básicas de saúde, ambulatórios, unidades de estratégia de saúde da família, entre tantos outros espaços.

O Curso de Medicina está localizado no Câmpus Bragança Paulista, mesmo local onde está instalado o Hospital Universitário São Francisco (HUSF), considerado o hospital geral mais importante da região bragantina em razão de suas atividades de alta complexidade, desenvolvimento de pesquisas e intervenções de elevada especialização.

Para acompanhar as transformações da profissão e preparar os estudantes para os desafios da carreira, a USF investe em formação contínua para o corpo docente e de estudantes

A cidade de Bragança Paulista

Bragança Paulista se destaca como uma das melhores cidades do Brasil com mais de 100 mil habitantes para se viver, ocupando o 8º lugar nesse ranking nacional. Além disso, é reconhecida como a 36ª melhor cidade geral para qualidade de vida no país. Localizada a apenas 80km da capital paulista, Bragança Paulista atrai famílias em busca de qualidade de vida, saúde e bem-estar, mantendo a proximidade com São Paulo. Com um clima agradável e sendo uma das cidades mais seguras do estado de São Paulo, Bragança Paulista continua a ser uma escolha popular para quem busca tranquilidade e qualidade de vida.

Informações

Inscrições em: usf.edu.br/vestibular.
Utilize o resultado do ENEM entre 2015 e 2023
Inscrições: 17/07 a 05/08
Resultado: 07/08
Matrícula: Até 28/08

Continue lendo

Destaque

Inscrições abertas para o Vestibular 2025 da UEL

O Vestibular 2025 da UEL traz entre as novidades a resolução aprovada em março oficializando o modelo em fase única, com dois dias de provas.

Publicado

em

por

UEL abre inscrições para o Vestibular 2023

A Universidade Estadual de Londrina (UEL), por meio da Coordenadoria de Processos Seletivos (Cops), abre nesta quinta-feira (18) as inscrições para o Vestibular 2025, que será realizado nos dias 17 e 18 de novembro, em fase única.

Vestibular 2025 da UEL

As inscrições abrem às 17h e custam R$ 181,00, podendo ser feitas até o próximo dia 9 de setembro, no portal da Cops.

Os candidatos devem preencher o formulário e imprimir o boleto para o pagamento da taxa pública. Ao todo serão oferecidas 3.180 vagas em 53 cursos de graduação presenciais, considerando a reserva para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e Prova Paraná Mais.

Treine com simulados Online. Clique aqui e resolva agora!

O concurso traz entre as novidades a resolução aprovada em março passado oficializando o modelo em fase única, com dois dias de provas. Para os cursos de Arquitetura e Urbanismo, Artes Visuais, Design de Moda, Design Gráfico e Música será feita Prova de Habilidades Específicas (PHE), no dia 29 de setembro. A resolução é consequência de alterações aprovadas pelo Cepe em dezembro passado, considerando a reformulação do Ensino Médio, que alterou carga horária e disciplinas.

A outra inovação se refere ao direcionamento de 20% das vagas para ingresso via nota da Prova Paraná Mais, aprovada em junho passado pelo Conselho Universitário. Do percentual indicado, metade será para estudantes de escolas públicas e metade para estudantes negros provenientes de escola pública.

Dessa forma, a universidade passa a ter 20% das vagas para estudantes que fizerem a Prova Paraná Mais, mantendo reserva de 10% para ingresso via Vestibular para estudantes de escola pública, 10% para estudantes negros de escola pública, 5% para negros independente do percurso e 5% para pessoas com deficiência.

Estudo da Unespar mostra impactos positivos do exercício no envelhecimento das mulheres

NOVO MODELO

As provas serão realizadas nos dias 17 e 18 de novembro. No primeiro dia, será aplicada a prova de Conhecimentos Gerais, interdisciplinar, com 60 questões de múltipla escolha, incluindo as disciplinas de Artes, Biologia, Filosofia, Física, Geografia, História, Língua Portuguesa e Literatura, Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol), Matemática e Química.

No segundo dia, os candidatos farão a prova de Redação e a prova discursiva de Conhecimentos Específicos, sendo duas indicadas pelos Colegiados de cada um dos 53 cursos e uma terceira de Sociologia, comum a todos. As disciplinas de cada curso poderão ser consultadas no Manual do Candidato, que será disponibilizado no portal da Cops. Já a prova de Redação terá valor de 30% do total e será composta de, no máximo, duas propostas a partir das quais os candidatos deverão produzir textos.

Para a professora Sandra Garcia, da Coordenadoria de Processos Seletivos, a nova proposta é resultado de um robusto estudo feito por um grupo de especialistas, a partir de uma metodologia que incluiu debates sobre a Reforma do Ensino Médio, consulta à comunidade interna e externa e uma avaliação qualitativa. “A avaliação mostrou que o candidato gosta da prova discursiva porque ele vê uma oportunidade de demonstrar o conhecimento”, explica.

A coordenadora chama a atenção para a Prova de Habilidades Específicas (PHE), no dia 29 de setembro, que passará a ser realizada em um só período para os candidatos aos cursos de Artes Visuais, Desing Gráfico, Design de Moda e Arquitetura. Já os vestibulandos de Música permanecem com a prova em dois períodos. Os detalhes de horários e locais também deverão ser consultados no Manual do Candidato.

Para os cursos com candidatos cujo número de inscritos for menor ou igual ao total de vagas ofertadas, a prova passa a ser classificatória, de acordo com a resolução que define as regras do vestibular. Para ter direito à classificação, o candidato não poderá ter nota final zero.

Universidades estaduais do Paraná se destacam em ranking de publicações científicas

PROVA PARANÁ MAIS

A adesão à Prova Paraná Mais teve o objetivo de atender a uma demanda do Governo do Paraná, por meio de solicitação das Secretarias de Educação (Seed) e de Ensino Superior, Ciência e Tecnologia (Seti). Segundo a professora Sandra Garcia, todas as universidades estaduais integram um Grupo de Trabalho que está acompanhando o planejamento e a operação do processo.

Na prática, a prova é direcionada aos cerca de 120 mil estudantes que cursam o último ano do Ensino Médio na rede pública do Paraná. Candidatos de outros estados poderão fazer a prova, o que representa a abertura de oportunidades para um público que muitas vezes desconhece a estrutura e as oportunidades do Ensino Superior público existente no Paraná.

Fonte: portal UEL – O Perobal

DICAS NO SEU EMAIL

Receba gratuitamente as últimas notícias dos vestibulares e dicas para o Enem no seu email! Clique aqui e cadastre-se!

RECOMENDAMOS

Continue lendo

Destaque

Confira as datas do Prouni 2024 – Programa Universidade para Todos

As inscrições do Programa Universidade para Todos (Prouni) 2024 estarão abertas no período de 23 a 26 de julho.

Publicado

em

por

Prouni 2024 - Programa Universidade para Todos

Foi publicado o edital do Programa Universidade para Todos (Prouni) 2024. Serão ofertadas 243.850 bolsas nesta edição do programa.

Prouni 2024

Anote as datas no seu calendário:

👉 Inscrições: de 23 a 26/7

Treine com simulados Online. Clique aqui e resolva agora!

👉Resultados:
1ª chamada: 31/7
2ª chamada: 20/8

👉 Entrega de documentos:
1ª chamada: 31/7 a 14/8
2ª chamada: 20 a 30/8

👉 Lista de espera:
Manifestação de interesse: 9 e 10/9
Consulta: 13/9

Todos os processos do edital e demais informações estão no portal Acesso Único: acessounico.mec.gov.br/prouni.

Sobre o Prouni

O Programa Universidade Para Todos (Prouni) oferta bolsas de estudo, integrais e parciais (50% do valor da mensalidade do curso), em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, em instituições de educação superior privadas. O público-alvo do programa é o estudante sem diploma de nível superior.

DICAS NO SEU EMAIL

Receba gratuitamente as últimas notícias dos vestibulares e dicas para o Enem no seu email! Clique aqui e cadastre-se!

RECOMENDAMOS

Continue lendo