Siga-nos!

Destaque

MEC calculará nota de corte do Sisu 2021 pelo modelo vigente até 2019

A nota do candidato parcialmente classificado no curso de sua primeira opção não será mais computada para efeito do cálculo da nota de corte do curso de sua segunda opção.

Publicado

em

SiSU 2021: confira 5 recomendações para não perder oportunidades

O Ministério da Educação (MEC) anunciou hoje (11) que voltará a calcular as notas de corte do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) como fazia antes de 2020. Com essa decisão, a nota do candidato parcialmente classificado no curso de sua primeira opção de inscrição não será mais computada para efeito do cálculo da nota de corte do curso de sua segunda opção.

As notas de corte, considerado o modelo de cálculo antigo, serão divulgadas na madrugada de terça-feira (13) e na de quarta-feira (14). As inscrições poderão ser feitas até as 23h59, no horário de Brasília, do dia 14, no site: https://sisu.mec.gov.br

O Sisu seleciona estudantes para vagas em instituições públicas de ensino superior com base na nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Podem se inscrever aqueles que fizeram o Enem 2020, aplicado este ano. São ofertadas, nesta edição, 206.609 mil vagas em 5.571 cursos de graduação, distribuídos em 109 instituições em todos os estados do Brasil e no Distrito Federal.

Treine com simulados Online. Clique aqui e resolva agora!

Na hora da inscrição, os candidatos podem escolher até duas opções de curso. Uma vez por dia, é calculada a nota de corte com base nas inscrições feitas até aquele momento e o candidato é informado da sua classificação parcial. Até o final do período de inscrição, os candidatos podem mudar as opções de curso.

Notas de corte

Neste processo seletivo, os candidatos estavam tendo acesso à classificação tanto para a primeira quanto para a segunda opção de curso, independente de terem se classificado para a primeira opção.

Em processos seletivos anteriores, aqueles que eram classificados para a primeira opção de curso eram desconsiderados no cálculo da segunda opção. Isso porque eles já ocupariam a vaga da primeira opção.

Considerar a nota deles no cálculo da segunda opção de curso pode fazer com que a nota de corte desses cursos aumente. Para especialistas, isso cria uma camuflagem e um aumento de notas de corte que pode não ser real. Como os estudantes podem mudar a opção de curso, o risco é que eles sejam induzidos a mudar de opção, escolhendo, talvez, cursos que não os agradem tanto.

Mudança

Diante de apelos contrários à forma de divulgação da nota de corte, adotada a partir de 2020, o MEC determinou que essa nota volte a ser divulgada como era antes daquela alteração no seu formato, “desde que em condições de indicar aos candidatos informações que permitam ampliar as chances de ingressar na educação superior e se graduar em uma das 109 instituições públicas de ensino superior com ofertas de vagas nesta edição do Sisu”, diz a pasta.

O MEC acrescenta, no entanto, que o modelo adotado em 2020 não configura erro nem desvirtua a ocupação de vagas. “O formato de geração das notas de corte, vigente desde 2020, havia sido alterado na ocasião do processo seletivo do primeiro semestre daquele ano, para demonstrar a integralidade das notas de todos os candidatos, independentemente da situação de classificação na primeira opção de curso”.

Alerta

A nota de corte é a menor nota para o candidato ficar entre os potencialmente selecionados para cada curso, com base no número de vagas disponíveis e no total dos candidatos inscritos naquele curso, de acordo com o desempenho obtido no Enem. As notas de corte são diferentes para cada modalidade de concorrência, ou seja, tanto para quem se inscreve nas vagas de ampla concorrência, ações afirmativas e cotas, bem como suas subdivisões, conforme as opções elencadas no ato da inscrição ao Sisu.

No portal do Sisu, o MEC faz um alerta:

“A nota de corte é apenas uma referência para auxiliar o candidato no monitoramento de sua inscrição, não é garantia de seleção para a vaga ofertada. O sistema não faz o cálculo em tempo real.”

Ao todo, mais de 2,5 milhões de estudantes fizeram o Enem 2020. Segundo MEC, mais de 1 milhão havia se inscrito no Sisu até a última quinta-feira (8).

Fonte: Agência Brasil

DICAS NO SEU EMAIL

Receba gratuitamente as últimas notícias dos vestibulares e dicas para o Enem no seu email! Clique aqui e cadastre-se!

RECOMENDAMOS

Destaque

Vestibular Estadual Uerj 2025 abre inscrições para 2º Exame de Qualificação

A prova faz parte do processo seletivo para ingresso nos cursos de graduação da Uerj e acontece no dia 8 de setembro.

Publicado

em

por

Vestibular Estadual Uerj 2022 tem data definida

Começa nesta segunda-feira (15/7) o período de inscrições para o 2º Exame de Qualificação do Vestibular Estadual 2025 da Uerj.

Vestibular Estadual Uerj 2025 – 2º Exame de Qualificação

A prova faz parte do processo seletivo para ingresso nos cursos de graduação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) e acontece no dia 8 de setembro.

Podem se candidatar, até o dia 5 de agosto, aqueles que tenham concluído ou estejam cursando o último ano do Ensino Médio, pelo site www.vestibular.uerj.br.

Treine com simulados Online. Clique aqui e resolva agora!

Confira os detalhes e inscreva-se no site do vestibular.

Como funciona o vestibular da Uerj?

O processo seletivo é realizado em 2 fases:

1ª FASE – EXAME DE QUALIFICAÇÃO

  • Estará aberto a candidatos que tenham concluído ou estejam cursando o último ano do ensino médio.
  • Ocorrerá em duas ocasiões durante o ano, sendo obrigatória a realização de pelo menos um dos exames.
  • Não haverá escolha de curso e nem opção pelo sistema de cotas nesta fase.
  • Será realizado por meio de prova de múltipla escolha, comum a todos os candidatos inscritos, visando à aferição de habilidades e competências fundamentais ao exercício pleno da cidadania, aplicadas aos conteúdos básicos de disciplinas agrupadas nas seguintes áreas de conhecimento:
    – Linguagens;
    – Matemática;
    – Ciências da Natureza;
    – Ciências Humanas.
  • Os resultados do Exame de Qualificação serão válidos apenas para o Vestibular Estadual 2025.
  • A aprovação no Exame de Qualificação não implicará a inscrição automática para o Exame Discursivo, sendo obrigatória nova inscrição do candidato, específica para o Exame Discursivo.

2ª FASE – EXAME DISCURSIVO

  • Estará aberto unicamente aos candidatos que tiverem obtido aprovação em pelo menos um dos Exames de Qualificação e que tenham concluído ou estejam cursando o último ano do ensino médio.
  • Haverá escolha do curso e opção pelo sistema de cotas, se for o caso.
  • Será realizado em um único dia e será composto por uma prova de Redação, comum a todos os candidatos, e duas provas de disciplinas específicas de acordo com o curso escolhido pelo candidato, de forma a avaliar competências, habilidades e conteúdos pertinentes aos diferentes cursos.
  • O resultado do processo seletivo para os cursos de graduação da UERJ terá caráter eliminatório e classificatório e será obtido pelo somatório do resultado do Exame Discursivo e da pontuação recebida no Exame de Qualificação, conforme o Edital de Convocação deste Exame.
  • O resultado do Exame Discursivo será válido apenas para o Vestibular Estadual 2025.

DICAS NO SEU EMAIL

Receba gratuitamente as últimas notícias dos vestibulares e dicas para o Enem no seu email! Clique aqui e cadastre-se!

RECOMENDAMOS

Continue lendo

Destaque

Começam hoje, 15, as inscrições para o Vestibular 2025 da UFGD

Este Vestibular da UFGD oferta 979 vagas em cursos presenciais e 480 vagas em cursos a distância para ingresso em 2025

Publicado

em

por

Confira o Resultado do Vestibular UFGD 2021

A Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) abre hoje (15/07), as inscrições para o Vestibular 2025. São oferecidas 979 vagas em cursos presenciais e 480 vagas em cursos a distância.

As provas objetiva e de redação serão aplicadas no dia 20 de outubro, nas cidades de Campo Grande, Dourados, Naviraí, Nova Andradina e Três Lagoas.

Vestibular UFGD 2025

As inscrições poderão ser feitas até o dia 13 de setembro, pela internet.

INSCRIÇÃO GRATUITA

Treine com simulados Online. Clique aqui e resolva agora!

Todos os cursos da UFGD são gratuitos, ou seja, não é necessário pagar taxa de matrícula nem mensalidade. No entanto, para fazer o vestibular é cobrada uma taxa no valor de R$ 120,00, que deve ser paga até 16 de setembro.

Pessoas com renda familiar per capita igual ou inferior a um salário-mínimo e meio, inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), indígenas, quilombolas, pessoas com deficiência, transexuais, transgêneros, travestis ou não binários têm direito à isenção da taxa de inscrição. Os candidatos que se enquadram nesses critérios devem se inscrever e solicitar a isenção até 25/08.

Algumas pessoas podem fazer o vestibular sem pagar essa taxa, como, por exemplo, pessoas que possuam renda familiar per capita igual ou inferior a um salário-mínimo e meio ou inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). Também têm direito a fazer o vestibular de graça: indígenas, quilombolas, pessoas com deficiência, transexuais, transgêneros, travestis ou não binários.

Os candidatos que se enquadram nesses critérios devem se inscrever e solicitar a isenção até 25 de agosto.

CURSOS PRESENCIAIS

O Vestibular 2025 oferta quase mil vagas para cursos presenciais, ou seja, cursos cujas aulas ocorrem diariamente nas faculdades que ficam na Cidade Universitária de Dourados ou na Faculdade de Direito e Relações Internacionais (FADIR).

Os cursos presenciais da UFGD são: Administração, Agronomia, Artes Cênicas, Biotecnologia, Ciências Biológicas, Ciências Biológicas, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Ciências Sociais, Direito, Educação Física, Engenharia Agrícola, Engenharia Civil, Engenharia de Alimentos, Engenharia de Aquicultura, Engenharia de Computação, Engenharia de Energia, Engenharia de Produção, Engenharia Mecânica, Física, Geografia, Gestão Ambiental, História, Letras, Matemática, Medicina, Nutrição, Pedagogia, Psicologia, Química, Relações Internacionais, Sistemas de Informação e Zootecnia.

CURSOS EAD

A UFGD oferece cinco opções de cursos na modalidade de ensino a distância. A maior parte das práticas de ensino ocorre de forma online, mas haverão atividades presenciais como encontros, aulas práticas, estágios, atividades relacionadas a laboratórios de ensino, pesquisa, extensão, tutoria, avaliações e defesa de trabalhos de conclusão de curso. Essas atividades presenciais poderão ser desenvolvidas às sextas-feiras, turnos diurno e noturno, e aos sábados, no turno diurno.

Dessa forma, ao optar por se inscrever em um curso EaD, o candidato deve estar ciente que terá que participar das atividades presenciais, que são realizadas nos polos de ensino. Confira a lista de cursos EaD da UFGD e em quais cidades ficam os polos de cada curso:

  • Licenciatura em Letras Libras, polo em Dourados;
  • Bacharelado em Letras Libras com habilitação em tradutor/intérprete em Libras, polo em Dourados;
  • Licenciatura em Ciências Biológicas, polos: Bela Vista, Costa Rica, Miranda ou Porto Murtinho;
  • Licenciatura em Educação Física, polos: Bela Vista, Costa Rica, Paranhos ou São Gabriel do Oeste;
  • Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos, polos: Água Clara, Bataguassu, Camapuã, Costa Rica, Miranda ou Rio Brilhante.

DICAS NO SEU EMAIL

Receba gratuitamente as últimas notícias dos vestibulares e dicas para o Enem no seu email! Clique aqui e cadastre-se!

RECOMENDAMOS

Continue lendo

Destaque

Uesb anuncia livros que serão cobrados no Vestibular 2025

Na próxima edição do Vestibular da Uesb, os estudantes terão três livros para mergulhar na leitura.

Publicado

em

por

Vestibular Uesb - vagas sisu

A Literatura abre as portas para um universo de conhecimentos históricos, sociais e culturais que vão além dos livros didáticos. Pensando nisso, o Vestibular Uesb, tradicionalmente, seleciona obras literárias como parte do conteúdo que será cobrado nas provas.

Vestibular Uesb 2025

Na próxima edição do processo seletivo, os estudantes terão três livros para mergulhar na leitura: “Torto Arado” (2019), de Itamar Vieira Junior; “Laços de Família” (1960), de Clarice Lispector; e “Não vou mais lavar os pratos” (2010), de Cristiane Sobral.

Em formato de prosa, o sucesso literário “Torto Arado” continua entre as obras cobradas no Vestibular Uesb. Escrita pelo autor baiano Itamar Vieira Junior, a obra transporta o leitor para o sertão baiano, mais precisamente para a fictícia Fazenda Água Negra. Lá, acompanhamos a saga das irmãs Bibiana e Belonísia, filhas de trabalhadores rurais, desde a infância até a vida adulta. Luta pela terra, memória e ancestralidade, relações familiares, resistência e esperança integram a narrativa.

Treine com simulados Online. Clique aqui e resolva agora!

A escritora Clarice Lispector também está entre os escolhidos deste ano, com o livro de contos “Laços de Família”. A coletânea de 13 contos explora, com sensibilidade, as relações familiares e as complexidades da alma humana. Temas como amor, solidão, morte, incomunicabilidade, alienação e a busca por sentido na vida passeiam pela obra.

O último livro escolhido é “Não vou mais lavar os pratos”. A poesia de Cristiane Sobral tece uma crítica social poderosa, com reflexões sobre a condição da mulher negra na sociedade brasileira. A autora explora temas como racismo, sexismo, violência doméstica, trabalho precário e a luta por reconhecimento e igualdade.

Mais informações sobre o Vestibular Uesb 2025 serão divulgadas em breve. Acompanhe todas as informações do processo seletivo pelo site do Vestibular.

 

DICAS NO SEU EMAIL

Receba gratuitamente as últimas notícias dos vestibulares e dicas para o Enem no seu email! Clique aqui e cadastre-se!

RECOMENDAMOS

Continue lendo