Bolsas de Estudo - Quero Bolsa

PENEM é alternativa para ingresso no ensino superior

Para realizar o sonho de cursar uma graduação, quanto mais opções a pessoa tiver, maiores as chances de conseguir a vaga. Além do ENEM e dos processos seletivos das universidades públicas, a Quero Educação, em parceria com a Associação Nacional das Universidades Particulares (ANUP), oferece uma alternativa aos estudantes brasileiros que desejam entrar no ensino superior.

A empresa, que utiliza soluções em tecnologia para facilitar o acesso à educação superior no Brasil, criou o PENEM (Prova Estudantil Nacional do Ensino Médio), um sistema de vestibular com processo totalmente digital.

A iniciativa permite que o aluno do ensino médio conquiste sua nota em uma prova que pode ser usada como ingresso em diversas instituições de ensino, sem necessidade de realizar o vestibular ou o ENEM. Trata-se de uma modalidade gratuita para os estudantes que pode ser feita em qualquer período do ano.

O processo é bem simples e totalmente on-line. Primeiro, o aluno se inscreve na plataforma penem.com.br e realiza a prova a qualquer momento. Depois, ele recebe o resultado em até quatro dias e, com a nota, já está apto a se matricular em qualquer uma das instituições conveniadas ao PENEM – inclusive com possibilidade de bolsa por meio do Quero Bolsa, o maior marketplace educacional do Brasil.

O modelo é inspirado no sistema de ingresso adotado por universidades norte-americanas, em que as provas de aptidão são feitas por empresas privadas. Um conselho formado por professores e representantes de instituições de ensino cuida da qualidade do exame, aplicado sob responsabilidade da Quero Educação e ANUP.

Este é o primeiro ano do PENEM na realidade brasileira. Apenas no primeiro trimestre de 2021, a prova recebeu mais de 160 mil inscritos, tornando-se o maior vestibular digital privado do Brasil. Por meio de ações pontuais com o programa Vestibular Premiado, do Quero Bolsa, já entregou mais de 200 bolsas de estudos de 100% aos melhores colocados.

“Com a prova, demos um primeiro passo importante para o desenvolvimento de um exame para instituições privadas de ensino superior. Queremos agilizar a seleção dos alunos, permitindo que as universidades e faculdades possam focar exclusivamente no ensino oferecido em vez de se preocuparem com vestibulares”, afirma Marcelo Lima, Gerente de Marketing da Quero Educação.