Siga-nos!

Destaque

Temas que podem cair na redação do Enem 2020

As provas impressas serão aplicadas nos dias 17 e 24 de janeiro de 2021 e a versão digital nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

Publicado

em

Temas que podem cair na redação do Enem 2020 - 17 de janeiro de 2021

Quais os temas que podem cair na redação do Enem 2020 – 17 de janeiro de 2021? Uma das grandes preocupações dos estudantes na hora de prestar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ou qualquer vestibular é a redação. Muitos têm medo em não saber argumentar sobre o tema e não conseguir propor uma solução ao problema apresentado. A redação exige reflexão de forma clara e coerente por parte do candidato, que para isso precisa estar bem informado sobre os mais variados assuntos.

4 temas sobre meio ambiente que podem cair na redação do Enem 2020

Historicamente, a redação do Enem costuma abordar temas que influenciam de alguma maneira a sociedade, focando principalmente em problemas que buscam soluções. Em 2019, o tema foi a democratização do acesso ao cinema no Brasil, que permitia ao candidato abordar questões como o acesso da população ao cinema, a relação do preço dos ingressos com a economia e o lazer como um direito humano.

Para o Enem deste ano, porém, são grandes as chances de um tema ambiental na redação. “Esse foi um ano em que as temáticas ligadas a meio ambiente e sustentabilidade estiveram presentes de maneira muito ativa no dia a dia da população, a começar pela pandemia do novo coronavírus, cuja origem está diretamente ligada à forma como lidamos com a natureza, além de ter gerado mudanças de paradigmas importantes”, comenta a coordenadora de Comunicação da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, Melissa Barbosa.

Veja a seguir alguns temas ambientais que podem cair no Enem deste ano.

Pantanal

Em 2020, o Pantanal recebeu atenção do mundo todo em razão dos incêndios que queimaram partes extensas do bioma e mataram milhares de animais. “A intensidade e a quantidade de áreas queimadas foram muito grandes. Ainda que o fogo já esteja sob controle, temos que pensar agora nas espécies de animais que, com seu habitat destruído, não têm mais fontes seguras de alimento”, comenta o membro da Rede de Especialista em Conservação da Natureza (RECN) e diretor executivo do Instituto SOS Pantanal, Felipe Dias.

Impacto do isolamento social na saúde da população

A pandemia e o isolamento social mudaram radicalmente os hábitos das pessoas, impactando inclusive a sua saúde. Um estudo da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) publicado pela revista científica The Lancet mostrou que os casos de depressão aumentaram 90% entre os meses de março e abril, no começo da pandemia, enquanto a quantidade de pessoas que relataram sintomas de crise de ansiedade e estresse agudo mais que duplicou. Muitos fatores influenciam esse resultado, um deles é a falta de contato das pessoas com a natureza. Estudos já comprovaram que o ar livre e os ambientes naturais ajudam na redução do cortisol (hormônio do estresse), da frequência cardíaca e da pressão arterial, além de contribuir para reduzir os sintomas da ansiedade e da depressão.

Década do Oceano

O ano de 2021 marca o início da Década da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável, criada para ampliar a cooperação internacional em pesquisas relacionadas à preservação do Oceano e a seu desenvolvimento sustentável. Trata-se de mais um esforço da Organização das Nações Unidas (ONU) para trazer à tona as temáticas ambientais, que podem ainda ser relacionadas com eventos como a Agenda 2030 e os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODSs). Na pauta, o candidato pode abordar de que forma o ambiente marinho está relacionado com a economia, o bem-estar social, à mitigação das mudanças climáticas e a cultura de povos tradicionais em todo o país. Estudos como o Relatório Mundial sobre a Ciência Oceânica da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e o Relatório do Painel de Alto Nível para a Economia Sustentável do Oceano são boas opções de leituras para entender melhor esse assunto.

Cidades sustentáveis

As mudanças climáticas decorrentes do aquecimento global vêm gerando impactos significativos sobre a sociedade, como alterações no regime de chuvas. Com isso, muitas cidades ao redor do mundo têm construído estratégias de mitigação e adaptação a essas mudanças, para evitar ou reduzir, por exemplo, que sua infraestrutura seja sobrecarregada por grandes volumes de água concentrados em curtos espaços de tempo. As cidades de São Paulo e Rio de Janeiro são exemplos de cidades que sofrem constantemente com esses problemas Caso a redação do Enem deste ano se relacione com essa problemática, o candidato pode trazer no texto conceitos como o de cidades-esponjas, que utilizações utilizam Soluções Baseadas na Natureza (SBN) como estratégia para absorver uma quantidade maior de água da chuva e, assim, evitar enchentes e inundações que causam danos à infraestrutura urbana e impactam a vida de diversas pessoas, principalmente as mais vulneráveis.

Sobre a Fundação Grupo Boticário

Com 30 anos de história, a Fundação Grupo Boticário é uma das principais fundações empresariais do Brasil que atuam para proteger a natureza brasileira. A instituição atua para que a conservação da biodiversidade seja priorizada nos negócios e em políticas públicas e apoia ações que aproximem diferentes atores e mecanismos em busca de soluções para os principais desafios ambientais, sociais e econômicos. Protege duas áreas de Mata Atlântica e Cerrado – os biomas mais ameaçados do Brasil –, somando 11 mil hectares, o equivalente a 70 Parques do Ibirapuera. Com mais de 1,2 milhão de seguidores nas redes sociais, busca também aproximar a natureza do cotidiano das pessoas. A Fundação é fruto da inspiração de Miguel Krigsner, fundador de O Boticário e atual presidente do Conselho de Administração do Grupo Boticário. A instituição foi criada em 1990, dois anos antes da Rio-92 ou Cúpula da Terra, evento que foi um marco para a conservação ambiental mundial.

DICAS NO SEU EMAIL

Receba gratuitamente as últimas notícias dos vestibulares e dicas para o Enem no seu email! Clique aqui e cadastra-se!

RECOMENDAMOS

Destaque

Inscrições abertas para o Vestibular 2022/2 da São Camilo

Confira as formas de ingresso e cursos oferecidos neste processo seletivo para ingresso no 2º semestre de 2022.

Publicado

em

por

O Centro Universitário São Camilo segue com inscrições abertas para o Vestibular para ingresso no 2º semestre de 2022.

São Camilo Vestibular 2022/2

Confira abaixo as formas de ingresso:

ENEM – Exame Nacional do Ensino Médio

Consiste no aproveitamento da nota do ENEM a partir do ano de 2010. Para concorrer a uma vaga o candidato deverá ter no mínimo 450 pontos (média das 4 notas da prova objetiva), e não ter zerado a redação. O candidato só pode indicar uma edição do ENEM, a escolha dele.

Processo Seletivo Agendado

Será aplicada a prova de redação online, realizada em data escolhida pelo candidato.

Aproveitamento dos Processos Seletivos anteriores

O candidato aprovado por meio do processo seletivo e não tenha realizado matrícula, nas edições de 2021-1, 2021-2 ou 2022-1 poderá utilizar o resultado final obtido na prova para se candidatar ao processo vigente, sem a necessidade de realizar uma nova prova.

Processo Seletivo Internacional

Aproveitamento das notas do IB – Internacional Baccalaureate Diploma obtidos em escolas nacionais ou estrangeiras a partir do ano de 2017, cuja pontuação será igual ou superior a 24 pontos

INSCRIÇÕES

As inscrições vão até o dia 27 de agosto e devem ser feitas pelo site: www.saocamilo-sp.br

CURSOS

São oferecidas vagas nos seguintes cursos:

PRESENCIAIS

  • Administração
  • Biomedicina
  • Enfermagem
  • Farmácia
  • Fisioterapia
  • Nutrição
  • Psicologia
  • Tecnologia em Radiologia

EAD

  • Administração
  • Pedagogia
  • Gestão de Recursos Humanos
  • Gestão Hospitalar

As inscrições para o Vestibular de Medicina já estão encerradas.

Continue lendo

Destaque

Dez podcasts que ajudam na preparação para o Enem 2022

Conteúdos disponíveis nos maiores tocadores contribuem para ampliação do repertório cultural e conquista de bons resultados

Publicado

em

por

ENEM 2021: confira conteúdos para revisão temática antes das provas

Estudar para uma avaliação como o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ou o vestibular é uma tarefa que exige disciplina e concentração. Além dos cadernos e livros, alguns conteúdos disponíveis na internet podem contribuir para que essa preparação seja menos estressante, ao mesmo tempo que ampliam o repertório cultural necessário – tanto para a redação, quanto para o restante da prova. Um bom exemplo são os podcasts.

O Brasil é, hoje, o terceiro país que mais ouve podcasts em todo o mundo, atrás apenas da Suécia e da Irlanda. Os dados são de um levantamento da CupomValido.com.br com base em informações do Ibope e da Statista. Ao todo, o país tem mais de 30 milhões de ouvintes. O levantamento aponta ainda que, nos últimos 12 meses, mais de 40% dos brasileiros ouviram podcast ao menos uma vez. O professor de História e coordenador do Núcleo de Evolução de Conteúdo do Sistema Positivo de Ensino, Norton Frehse Nicolazzi Jr., explica que esses conteúdos são importantes porque os assuntos são variados, como devem ser os conhecimentos de quem quer garantir bons resultados no Enem. “Muitos conteúdos produzidos como entretenimento são excelentes para aumentar nossa compreensão do mundo e trazer repertório”, ressalta. O especialista selecionou dez podcasts com potencial para quem quer aproveitar o tempo livre para continuar estudando.

Cai na prova?!

O nome já deixa claro que esse é um podcast sobre assuntos que podem ser assunto de prova. O pulo do gato é que essa prova não precisa ser, necessariamente, uma avaliação escolar ou um teste como o Enem. Apresentado pela professora de Geografia e assessora do Sistema Positivo de Ensino Rafaela Dalbem, “Cai na prova?!” é “um podcast debochado sobre educação, Geografia e cultura (muito) popular”. Os episódios têm duração que varia de acordo com o tema do dia.

Bodecast

História, sim, mas também cultura pop, literatura, cinema, música, esportes e o que mais for interessante e render bons debates. Essa é a proposta do Bodecast, apresentado pelo professor de História André “Bode” Marcos Silva, do Colégio Positivo.

Buenas Ideias

Do “Descobrimento de Pero Vaz de Caminha” ao “Natal dos Piratas em Santos”, passando pela “Gripe Espanhola”, o podcast Buenas Ideias, apresentado pelo jornalista Eduardo Bueno, trata sobre vários períodos, episódios e curiosidades da história brasileira. O programa é derivado do canal Buenas Ideias, mantido por Bueno no YouTube e que conta com mais de 1,2 milhão de assinantes.

Café História

Com apenas dez episódios, o Café História contribui de forma significativa para a compreensão de alguns aspectos importantes da história mundial. Além dos apresentadores, o podcast sempre recebe especialistas no tema do dia, o que torna a conversa ainda mais enriquecedora.

Humanas no Enem

Produzido e apresentado pelos historiadores Evandro Machado, Vicente Schneider e Rodrigo Fuser, o programa une as questões que caem no Exame Nacional do Ensino Médio a assuntos da atualidade, tudo polvilhado com muito bom humor.

Quem lê tanta notícia

Essa é uma produção própria do Spotify que tem na apresentação Tati Bernardi, Thiago Amparo e Vera Iaconelli. O nome é inspirado em uma música de Caetano Veloso que, há mais de 50 anos, já questionava “quem lê tanta notícia?”. Então, se a ideia é focar no que realmente importa, esse podcast debate acontecimentos do Brasil e do mundo.

Atualizando

Produzido pelo Curso Positivo, o Atualizando é publicado a cada 15 dias e se debruça sobre assuntos diversificados como a crise de fertilizantes, consequência da guerra da Rússia contra a Ucrânia, e a política do cancelamento.

Verborragia – Filosofia, cultura e arte em fast-forward

Embora não seja atualizado há algum tempo, o Verborragia é um espaço que fala sobre um pouco de tudo, contribuindo para o desenvolvimento de um pensamento crítico. “Vamos tentar pensar juntos – às vezes num jorro de palavras quase aleatórias, saídas diretamente do coração, às vezes através da poesia e da literatura – nos paradigmas da humanidade”, diz a descrição. Os episódios têm sempre pouco mais de dez minutos de duração, perfeitos para quem gosta de ter algo para ouvir a caminho da escola ou do cursinho, por exemplo.

Confins do Universo

Não é de hoje que as histórias em quadrinhos (HQs) influenciam e são influenciadas pela cultura e pelos acontecimentos históricos mundiais. “Confins do Universo” é um podcast do site Universo HQ e fala sobre temas relacionados ao mundo dos quadrinhos, mas também sobre televisão, cinema e cultura pop.

Pode Arte

Para quem quer se aprofundar nos conhecimentos sobre Arte, o Pode Arte é uma boa pedida. Apresentado por Tanise Carrali, o programa “fala sobre arte em suas diversas linguagens”. cada episódio fala sobre a história e o trabalho de um artista diferente.

DICAS NO SEU EMAIL

Receba gratuitamente as últimas notícias dos vestibulares e dicas para o Enem no seu email! Clique aqui e cadastra-se!

RECOMENDAMOS

Continue lendo

Destaque

Veja como concorrer a um financiamento do FIES

Segundo o Ministério da Educação, mais de 44 mil vagas serão ofertadas na atual edição do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies)

Publicado

em

por

datas fies 2020/2

Estão abertas as inscrições para a segunda edição de 2022 do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Segundo o Ministério da Educação, mais de 44 mil vagas serão ofertadas na atual edição do programa voltado a estudantes interessados em financiar cursos superiores oferecidos por instituições de educação privada.

As inscrições devem ser feitas no Portal Acesso Único até o dia 12 de agosto, e os resultados serão divulgados em chamada única, no dia 16 próximo. Os inscritos que não forem selecionados na chamada serão automaticamente incluídos na lista de espera.

“Podem concorrer a um financiamento todos os estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), de qualquer edição desde 2010, e obtido média mínima de 450 pontos nas provas do exame, além de nota superior a zero na redação”, informa o MEC.

Acrescentou que “é vedada a inscrição para quem tiver feito o Enem como treineiro”. Para obter o financiamento, “é necessário comprovar renda mensal familiar per capita (por cabeça) de até três salários mínimos”.

Voltado a conceder financiamento para acesso a cursos superiores, o Fies é realizado duas vezes por ano. Segundo o MEC, as duas edições deste ano vão ofertar 110.925 vagas.

Cronograma da segunda edição de 2022 do Fies:

– De 9 a 12 de agosto: inscrição

– Dia 16 de agosto: resultado da chamada única e lista de espera

– De 17 a 19 de agosto: prazo para complementação das inscrições dos pré-selecionados na chamada regular

– De 22 de agosto a 22 de setembro: prazo para convocação dos pré-selecionados por meio da lista de espera

Fonte: Agência Brasil

DICAS NO SEU EMAIL

Receba gratuitamente as últimas notícias dos vestibulares e dicas para o Enem no seu email! Clique aqui e cadastra-se!

RECOMENDAMOS

Continue lendo